Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 17 de Maio de 2022

Sidrolandia

Pesquisa do IBGE aponta que casais de MS tem preferido casar antes dos 30 anos

Desse total, 93.042 uniões, ou seja, 8,4% ocorreram no Centro-Oeste, colocando a região em 4º lugar no ranking de uniões

Campo Grande News

30 de Novembro de 2015 - 14:46

Estatística do Registro Civil 2014, divulgada nesta segunda-feira (30) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), aponta que ano passado, em todo o país, foram registradas 1.101.586 uniões entre homens e mulheres, o que significa um aumento de 5,1% no número de casamentos em relação a 2013.

Desse total, 93.042 uniões, ou seja, 8,4% ocorreram no Centro-Oeste, colocando a região em 4º lugar no ranking de uniões. O primeiro lugar ficou com o sudeste. Em Mato Groso do Sul, foram registrados, em 2014, 15.315 casamentos.

Quanto à idade média dos cônjuges na época do casamento, a pesquisa observou que ano passado ela foi de 34 anos, tanto entre os homens quanto entre as mulheres.

Mato Grosso do Sul apresentou as menores idades médias, com 27 anos para as mulheres e 29 para os homens, seguido do Tocantins, onde os casais apresentaram média de 28 anos de idade à época do casamento.

Já entre as maiores idades médias estão Rio Grande do Norte e Alagoas (37 anos, cada um), Piauí, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo (36 anos, cada um).

Segundo o levantamento, a elevação da idade média ao casar nos últimos anos pode ser reflexo da maior dedicação dos indivíduos aos estudos, além de sua inserção no mercado de trabalho, à procura de salários mais elevados.

Além dessas questões, soma-se ao contexto a opção, cada vez mais comum, pelo convívio em união consensual, apontadas pelo Censo Demográfico 2010 como os possíveis fatores preponderantes para a postergação do casamento formalizado.