Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 23 de Outubro de 2020

Sidrolandia

Petrobras garante que vai quitar dívidas com fornecedores de MS até o dia 31

Entre as empresas, 133 são do município do interior do Estado. A garantia de pagamento foi dada pela presidente da Petrobras, Graça Foster.

Campo Grande News

07 de Julho de 2014 - 16:19

Fornecedores que ficaram em torno de seis meses sem receber do Consórcio UFN3, que constrói a Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados da Petrobras em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, vão ter as dívidas quitadas até 31 de julho. Entre as empresas, 133 são do município do interior do Estado. A garantia de pagamento foi dada pela presidente da Petrobras, Graça Foster.

A presidente da companhia estabeleceu um cronograma para regularizar os pagamentos devidos pelo consórcio a fornecedores e prestadores de serviço. O débito passa de R$ 20,2 milhões só em Três Lagoas. As empresas serão pagas por lotes. No primeiro, 101 fornecedores terão as dívidas imediatamente quitadas.

“Das 32 restantes, 22 vão receber até a próxima quarta-feira, 9 de julho, e , em relação as outras 10, duas terão 50 % dos débitos pagos na quarta-feira e oito vão receber 30 % no mesmo dia. A quitação completa dessas 10 empresas ocorrerá até 31 de julho”, disse o senador Delcídio do Amaral (PT), que se reuniu hoje (7) com Graça Foster e o diretor de Gás e Energia da Petrobras, José Alcides Santoro, na sede da estatal, no Rio de Janeiro (RJ).

Graça Foster também anunciou que vai criar uma conta específica para vincular os repasses feitos pela Petrobras aos pagamentos efetuados pelo Consórcio UFN3. “Isso é muito importante porque garante prioridade a Três Lagoas e aos demais municípios do nosso estado, e acaba, definitivamente, com os atrasos nos pagamentos aos fornecedores e prestadores de serviço”, explicou o senador.

Cronograma – Conforme a assessoria de imprensa de Delcídio, a fábrica de fertilizantes deve ter a primeira etapa em operação no dia 30 de setembro ou no começo de outubro deste ano. Para que a obra não atrase, o senador pediu a Graça que envie todos os esforços junto a construtora.

Segundo a assessoria da Petrobras , atualmente, cerca de 7.500 trabalhadores estão em atividade na obra. Para operação da fábrica serão abertos 400 postos de trabalho permanentes em diferentes áreas profissionais, entre elas engenharia, administração, operação e funções técnicas (mecânica, elétrica, instrumentação, química) , além de 1.200 empregos indiretos.

A UFN3 vai ter capacidade de produção de 1 milhão 210 mil toneladas de ureia e 761 mil toneladas de amônia por ano. O investimento total é de R$ 3,567 bilhões.