Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 18 de Julho de 2024

Sidrolandia

PM afasta policiais suspeitos de obrigar jovens a ingerir cocaína

Segundo o comandante do Batalhão de Jacarepaguá, coronel Djalma Beltrami, eles não entraram em contradição.

Díario Online

30 de Julho de 2010 - 16:50

O comando da Polícia Militar afastou dos trabalhos de rua, na noite de quinta-feira, os dois policiais militares suspeitos de matar dois jovens ao obrigá-los a ingerir cocaína, o que teria causado overdose e matado as vítimas. De acordo com a corporação, os PMs farão apenas serviços administrativos até que o inquérito seja concluído./>

Os PMs prestaram depoimento nesta sexta e negaram o crime. Segundo o comandante do Batalhão de Jacarepaguá, coronel Djalma Beltrami, eles não entraram em contradição. O coronel também afirmou que não pretende ouvir mais ninguém.

Beltrami, no entanto, não descarta nenhuma possibilidade e disse que está aguardando o resultado do exame toxicológico, que deve ser liberado pelo IML (Instituto Médico Legal) em até 30 dias./>

De acordo com uma testemunha que estava com Jorge Alex da Silva Cardoso, 35 anos, e Atenildo Oliveira de Souza, 28, em um ônibus, os dois foram obrigados a beber a solução com a droga depois de serem retirados do transporte por policiais e levados a uma cabine na Taquara, a cerca de 300 metros da delegacia. Segundo o coronel, a testemunha estava drogada.

Já a PM informou que os três homens teriam comprado a droga no morro do Cajueiro, em Madureira, Zona Norte do Rio, e em seguida pegaram o ônibus em direção à Curicica.

No trajeto, eles teriam consumido a cocaína e acabaram detidos depois que um passageiro acionou os policiais. Mas, segundo o coronel Beltrami, os homens foram liberados após os policiais revistarem eles na cabine e não encontrarem drogas. Os jovens teriam então começado a beber em um bar, onde teriam passado mal e morrido./>

A Polícia Civil do Rio já solicitou as imagens internas do ônibus em que dois homens foram abordados, mas ainda não se sabe se as câmeras gravaram a abordagem dos policiais. Também foram solicitadas à prefeitura imagens de câmeras próximas a cabine da polícia.