Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 20 de Julho de 2024

Sidrolandia

Polícia retoma buscas por corpo de Eliza em sítios em MG, diz delegado

ovem está desaparecida há quase um mês e já é considerada morta. Segundo Edson Moreira, polícia procura vestígios do suposto assassinato.

G1

09 de Julho de 2010 - 09:00

O delegado Edson Moreira, um dos responsáveis pelas investigações sobre o sumiço de Eliza Samudio em Minas Gerais, afirmou que serão retomadas, nesta sexta-feira (9), as buscas pelo corpo da jovem. Vistorias estão previstas para acontecer em dois sítios, em Esmeraldas (MG), na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Eliza está desaparecida desde o início do mês de junho, e já é considerada morta pela polícia. Segundo a polícia, Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, é suspeito de ter executado a jovem. Eliza teve um relacionamento com o goleiro Bruno no ano passado e tentava provar, na Justiça, a paternidade do filho de 4 meses, que seria do jogador. Bruno também é suspeito de envolvimento no crime.

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais confirmou que serão retomadas as buscas pelo corpo de Eliza no sítio alugado por Marcos Aparecido, o Bola, em Esmeraldas. A equipe responsável pelas buscas, ainda segundo os bombeiros, já está a caminho do local.

O delegado Moreira informou que também estão previstas para esta sexta buscas no sítio de Bruno, na mesma cidade. No local, a polícia vai procurar por vestígios do suposto assassinato, como restos da mala que teria sido queimada dentro de uma cisterna.

saiba mais

Prisões

O goleiro Bruno e seu amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, tiveram a prisão temporária decretada na quarta-feira (7), quando se entregaram à polícia do Rio de Janeiro. Na quinta-feira (8), os dois foram levados da Divisão de Homicídios do Rio para o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio.

Ainda na noite de quinta, Bruno e Macarrão saíram da penitenciária de Bangu 2, depois que a Justiça do Rio autorizou a transferência dos dois para Minas Gerais. Suspeitos de participação no desaparecimento de Eliza, eles foram transferidos para o presídio Nelson Hungria, em Contagem (MG), na madrugada desta sexta-feira (9). 

Junto aos mandados de prisão de Bruno e Macarrão, a Justiça de Minas expediu outros cinco mandados de prisão temporária. Todos foram cumpridos, segundo a polícia. Entre os presos está Dayane Rodrigues, mulher de Bruno.

A prisão de Marcos Aparecido dos Santos foi decretada na sexta-feira (9). Ele foi preso em Belo Horizonte.