Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 24 de Junho de 2021

Sidrolandia

Policias Civil e Militar vai ampliar efetivo em 40% em Três Lagoas

Já para a polícia civil o governo estadual destinou 30, das 256 vagas abertas no concurso público da Polícia Civil, para Três Lagoas.

Cojuntura Online

05 de Setembro de 2013 - 13:00

Sessenta novos policiais militares deverão reforçar o quadro da PM em Três Lagoas até o final de 2014.

A formação de novos soldados faz parte do concurso público anunciado pelo governo do Estado na segunda quinzena de junho e cujo edital foi publicado no Diário Oficial, pelas SED (Secretaria Estado de Administração) e Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública).

Já para a polícia civil o governo estadual destinou 30, das 256 vagas abertas no concurso público da Polícia Civil, para Três Lagoas. As delegacias de Três Lagoas passarão a contar com 20 novos investigadores de Polícia e sete novos escrivães. Desse total, seis agentes e um escrivão foram destinados para a Delegacia Regional.

Já a 1ª Delegacia de Polícia receberá quatro escrivães e quatro investigadores, enquanto que a 2ª DP terá um reforço no efetivo de um escrivão e três investigadores.

"O que me traz a tribuna hoje é a necessidade de agradecer ao governo do Estado que vem investindo em segurança pública desde o seu primeiro ano de mandato”. Assim o deputado estadual Eduardo Rocha começou o seu discurso ao ocupar a tribuna nesta quarta-feira, durante sessão ordinária da Assembleia.

O parlamentar se referia à publicação no Diário Oficial do Estado na edição de ontem, da quantidade de vagas que serão oferecidas para policiais. Só em Três Lagoas, o efetivo irá aumentar em cerca de 40%.

“Serão destinadas para Três Lagoas 60 vagas para polícia militar. E teremos aumento também no efetivo da polícia civil. Serão destinados para Três Lagoas mais 20 investigados e 7 escrivães. Um aumento de 50% no efetivo”.

Segundo o deputado isso mostra o carinho do governador André Puccinelli com a população sul-mato-grossense, e mostra que o governo está entendendo que a cidade de Três Lagoas está crescendo, e claro, com todo o crescimento vem também o aumento do índice de violência, o que gera demanda da segurança pública.