Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 1 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

População voltar enfrentar mais uma vez falta de água para novo reparo no super poço

A recomendação para evitar maiores transtornos é que a população reduza o consumo porque caso seja preciso retirar a bomba para conserto

Flávio Paes/Região News

23 de Julho de 2013 - 07:42

Além do frio desta terça-feira, a população de Sidrolândia que mora nas regiões altas da cidade e que não dispõe de caixa d’água, poderá sofrer com a falta de água. Pela terceira vez em menos de quatro meses, a Sanesul vai interromper a produção do super poço (SID10) que responde por 60% do abastecimento, para serviços de reparos na bomba.

O poço, que fica na Rua Espirito Santo, próximo ao Fórum, produz 185 mil litros por hora e tem 485 metros de profundidade. Esta bomba foi instalada em maio e a anterior quebrou após sete meses de funcionamento.

O sistema de monitoramento da bomba identificou problemas elétricos que não estaria respondendo aos comandos. No final da tarde de ontem três técnicos de Campo Grande chegaram para iniciar os procedimentos de reparo.

O gerente da Sanesul em Sidrolândia, Marcelo Pieel, pede a compreensão da comunidade, porque os reparos são necessários para evitar que o abastecimento fique comprometido por um tempo ainda maior. A recomendação para evitar maiores transtornos é que a população reduza o consumo porque caso seja preciso retirar a bomba para conserto, a interrupção vai demorar ainda mais tempo.

No mês passado, no dia 19, o fornecimento de água foi interrompido para a instalação de um registro de manobra que evitaria a interrupção do abastecimento em caso de reparos nas bombas.

Esta bomba do super poço que está apresentando problemas foi instalado no mês de maio. O serviço começou na segunda-feira e só na quarta-feira, foi concluído, restabelecendo o abastecimento que ficou prejudicado dois dias. Antes disso, em outubro a Sanesul já feito a substituição da bomba.