Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 12 de Maio de 2021

Sidrolandia

Pouca procura por informações sobre saldo de contas inativas do FGTS na agência da Caixa

A liberação das contas começa em 10 de março, quando receberão os trabalhadores nascido nos meses de janeiro e fevereiro

Flávio Paes/Região News

16 de Fevereiro de 2017 - 13:47

Nos dois primeiros dias em que a agência da Caixa Econômica Federal abriu mais cedo (às 8 horas) pouco gente tem ido em busca de informações sobre as contas inativas do FGTS. O esquema especial faz a Caixa abrir duas horas mais cedo e no sábado, das 9 às 15 horas. 

A liberação das contas começa em 10 de março, quando receberão os trabalhadores nascido nos meses de janeiro e fevereiro. Dona Avenira Pires Braga, 45 anos, esteve pela manhã na Caixa para saber quando receberia, já que trabalhou 20 anos com carteira assinada, não teria saldo a receber, já que nunca pediu demissão, quando o funcionário não consegue não sacar o que tem no fundo.

Já dona Cecília Rosa, foi em companhia do marido, Aparecido dos Santos Alonso, para saber quanto ele terá direito a sacar. Aparecido trabalhou entre 16 de julho de 1993 a 10 de outubro de 2003 trabalhou na Destilaria R.S S/A, de onde pediu demissão. Teodoro Farias, 52 anos, pediu a conta de duas empresas e foi ver o saldo da conta inativa.

A recomendação é que os trabalhadores entrem no site antes de procurar uma agência. “As informações [no site] estão muito didáticas e explicativas. Com o número do CPF [Cadastro de Pessoa Física] ou do NIS [Número de Identificação Social], ele consegue consultar se tem direito e qual o valor disponível. Temos ainda 0800-726-2017 que também está preparado para prestar esclarecimentos.”

Os clientes que têm conta-poupança na Caixa terão o valor creditado automaticamente na conta, independente do valor, obedecendo ao calendário de liberação dos pagamentos. Se o trabalhador tem conta-corrente na Caixa, ele pode indicar no site a conta para crédito do valor.

Os saques poderão ser feitos a partir de 10 de março até 31 de julho, apenas em contas que foram desativadas até 31 de dezembro de 2015.

A autorização para o saque de todas as contas inativas do FGTS faz parte de uma série de medidas do governo federal anunciadas em dezembro com o objetivo de estimular a economia. Contas inativas do FGTS são aquelas que não recebem mais depósito do empregador porque o trabalhador foi demitido ou saiu do emprego.