Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 5 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Prefeito reduz seu salário e decreta medidas de contenção de despesa em Ivinhema

Segundo declarações do prefeito, o município perdeu, apenas no último mês com a redução do repasse do FPM, cerca de r$ 300 mil.

Midiamax

28 de Agosto de 2013 - 15:54

Sob a alegação de que o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) caiu drasticamente nos últimos meses, levando a prefeitura à beira de uma crise financeira, o prefeito de Ivinhema (a 224 km de Campo Grande), Eder Uilson França Lima (PMDB) o Tuta, adotou uma série de medidas para a contenção de despesa a começar com o corte de 10% em seu salário.

Além disso, foi assinado decreto nº 472 determinando redução nos salários do vice-prefeito e secretários municipais, corte nas despesas com cargo em comissão e gratificações. Haverá também redução no horário de funcionamento dos órgãos municipais e até mesmo já está sendo estudada a demissão de comissionados.

Segundo declarações do prefeito, o município perdeu, apenas no último mês com a redução do repasse do FPM, cerca de r$ 300 mil. Aliado a isso, as despesas com o serviço público aumentaram consideravelmente.

Quanto aos novos horários de trabalho dos servidores públicos, será das 7h às 11h, podendo ser estendido até as 13h para trabalhos internos. Fica também proibido o uso de veículos públicos nos sábados, domingos e feriados a exceção das ambulâncias. As medidas começarão a vigorar oficialmente a partir do dia primeiro de setembro, mas algumas repartições já estão se adequando às normas do decreto.

Com informações Ivinoticias