Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 18 de Setembro de 2021

Sidrolandia

Prefeito reúne secretariado e deve anunciar novos cortes e reforma administrativa

Diante da pressão dos servidores, que na segunda-feira fizeram uma paralisação pela manhã, Basso não terá como sustentar sua disposição de reajuste zero.

Flávio Paes/Região News

10 de Setembro de 2013 - 15:18

O prefeito de Sidrolândia, Ari Basso, reuniu-se com o secretariado no inicio da tarde de hoje para definir novas medidas para corte de gastos com pessoal e se especula a possibilidade de uma reforma administrativa que pode resultar na extinção e fusão de Secretarias, como parte do processo de enxugamento da máquina.

A administração está sob pressão dos servidores que ameaçam entrar em greve caso não sejam atendidos na sua reivindicação de um reajuste salarial de 12% e de  sofrer as conseqüências (inclusive judiciais) de continuar gastando com pessoal acima do limite de 54% da receita liquida, conforme determina a Lei de Responsabilidade Fiscal.

O prefeito, tendo de administrar uma folha de R$ 4,2 milhões apesar de ter promovido 175 demissões e cortado gratificações, teme não ter caixa em dezembro para pagar o 13º salário. Diante da pressão dos servidores, que na segunda-feira fizeram uma paralisação pela manhã, saindo pelo centro da cidade, Ari Basso não terá como sustentar sua disposição de reajuste zero para o funcionalismo nesse ano.

Na segunda-feira o prefeito assumiu o compromisso de encaminhar uma proposta aos funcionários. Entre as medidas que poderão ser implementadas estão à redução das secretarias, com a fusão das áreas de administração e finanças; desenvolvimento econômico e desenvolvimento agrário, além da extinção de algumas secretarias, cujas funções poderão ser absorvidas por departamentos das secretarias de Educação e Assistência Social.

Após reunião com o secretariado foi à vez de o prefeito sentar com setor de arrecadação do município. (Com informações da assessoria).