Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 15 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Prefeitura cobra limpeza de terrenos, mas aeroporto está cheio de mato

MS ja

17 de Janeiro de 2011 - 16:00

Ao que parece aos leitores do jornal MS JÁ, o edital de roçada e limpeza de terrenos não vale para a prefeitura municipal. Isso porque, segundo fotos e relatos do leitor Adelson Junior, por exemplo, o Aeroporto Municipal Francisco de Mattos Pereira, em Dourados, está cheio de mato.

O detalhe é que a publicação vale para a área urbana, mas acarreta em multa e cobrança pela execução dos serviços. Para ele, é como se valesse o ditado: “não adianta dar conselho seguido de mau exemplo”.

Junior, que é estudante de Aviação Civil, conta que gostaria de ver o local como o principal Cartão Postal da cidade, já que será a “porta de entrada” de muitas empresas na região. Ele explica que quem vê o lugar mal cuidado já imagina como será a cidade.

Segundo informação de um Guarda Municipal, um ônibus da prefeitura chegou a ir até o aeroporto, porém, alguém não autorizou os trabalhadores a descerem e todos voltaram para a cidade. De acordo com relatos, em outubro de 2010 foi a última vez que esse serviço foi prestado.

História e mudanças

O Aeroporto operou por 13 anos com as coordenadas geográficas erradas. As coordenadas funcionam como um código para localização exata de pontos geográficos através da utilização de equipamentos de sistema de posicionamento (GPS). A mudança só foi feita em 20 de dezembro do ano passado.

Entretanto, as novas coordenadas, de acordo com um técnico, ainda não foram publicadas no Rotaer, o Manual de Rotas Aéreas, do Serviço de Informação Aeronáutica. Apesar de não existir registro de incidente provocado pelo erro, a correção permite que pilotos que não conhecem a região encontrem o aeroporto com exatidão, principalmente em caso de pousos emergenciais.

Obra

De acordo com a segunda etapa da obra, o terminal de passageiros foi totalmente reformado. Foram implantadas sala de embarque e desembarque climatizadas, equipadas com um aparelho raio X para monitoramento de bagagens, além da sinalização da pista de pouso e decolagem, taxiamento e pátio de aeronaves, construção da cerca de proteção e sessão de combate a incêndio. Além disso, a assessoria declarou que o estacionamento do aeroporto recebeu pavimentação com capacidade para 80 passageiros.

Estas modificações proporcionaram também a implantação de dois vôos regulares diários, de aeronaves modelo TR 72 com capacidade para 68 passageiros. Para a modernização do aeroporto foram investidos recursos provenientes do Programa Federal de Auxílio a Aeroportos (PROFAA), com contrapartida do Estado. O investimento total foi de R$ 2.464.765,66, sendo R$ 1,7 milhão da União e R$ 722 mil, do governo estadual. Após a implantação total da EPTA, e uma vez que o aeroporto já está devidamente homologado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), deve dobrar o número de vôos, totalizando quatro opções aos usuários.

Voo Caro

Segundo informações, porém, os dois voos diários ligando Dourados a São Paulo estão com preços elevados, pela avaliação dos leitores. Por isso eles já deixam um recado para a próxima administração.

Novo prefeito

Segundo os comentários dos leitores, o próximo gestor deverá prestar mais atenção nesses detalhes, para que denúncias como essa não se repita. “Estamos de olho e vamos cobrar”, enfatizam.