Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 27 de Novembro de 2020

Sidrolandia

Prefeitura de Dourados prepara 4ª edição da Feira Agrometal

Para este ano não há previsão da realização do 8º Canasul (Congresso da Cana de Mato Grosso do Sul) junto com a Agroemtal.

Dourados MS

15 de Fevereiro de 2014 - 10:25

A Prefeitura de Dourados já está preparando a 4ª edição da Feira Agrometal de Mato Grosso do Sul, marcada para os dias 22, 23 e 24 de outubro. O local ainda será definido em função da estrutura necessária.

Um dos maiores eventos do setor sucroenergético no Brasil, a feira será ampliada este ano para atender os segmentos de alimentos, construção civil, petróleo e gás e papel e celulose. “Estamos ampliando aos poucos; a proposta do prefeito Murilo para a feira é atender tudo o que depende de manutenção industrial”, explica Regiane Ormeni Marques, diretoria de Indústria da Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável.

A prefeitura já tem o projeto da disposição dos estandes e os empresários interessados já podem fazer a locação até o final do mês de março com preço diferenciado. Essa condição especial inicial, segundo Regiane, é para definir já de imediato o tamanho da área de estandes. Após março a previsão é de aumento no preço da locação.

Para este ano não há previsão da realização do 8º Canasul (Congresso da Cana de Mato Grosso do Sul) junto com a Agroemtal.

A Famasul, que promove o evento, pretende realizá-lo com no Canacentro, em Campo Grande. Porém, mesmo que o Canasul não seja realizado em Dourados, a prefeitura e os parceiros realizarão um congresso técnico conjuntamente, no mesmo nível do Canasul, para garantir informação técnica de alto nível aos participantes.

A Agrometal, criada pelo prefeito Murilo como parte do projeto de transformar Dourados no polo de manutenção industrial de Mato Grosso do Sul, cresce a cada edição.

Na primeira foram R$ 9 milhões em negócios e na segunda R$ 30 milhões. Na edição do ano passado os negócios já saltaram para R$ 113,8 milhões, reunindo 3.900 visitantes, a maioria formada por empresários. Para este ano as expectativas são melhores ainda em função da ampliação dos segmentos de negócios.

Participam da Agrometal empresas de manutenção industrial, fornecedoras de insumos agrícolas, fabricantes e distribuidoras de peças industriais e material elétrico, empresas de material de comunicação e de segurança, revendedoras de máquinas e equipamentos agrícolas e industriais, metalúrgicas, prestadoras de serviços e agora também da construção civil, indústria de alimentos, gás e petróleo e de celulose.

A Agrometal faz parte do projeto ‘Polo de Serviços do Setor Sucroenergético de Dourados e Região’, criado pelo prefeito Murilo para dar apoio às usinas de etanol açúcar e energia, instaladas no Estado.

Só no entorno de Dourados são 15 usinas. O projeto tem atraído também vários fornecedores para o setor. A prefeitura ainda criou um APL (Arranjo Produtivo Local) para dar apoio às empresas.