Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Setembro de 2021

Sidrolandia

Presidente da Fiems articula para impedir que lei "Cantina saudável" de Takimoto entre em vigor

O projeto de lei do deputado estadual George Takimoto (PSL) foi publicado no Diário Oficial do Estado no dia 26 de fevereiro deste ano

Assessoria

12 de Setembro de 2013 - 13:20

O presidente da Fiems (Federação das Indústrias do Estado de Mato Groso do Sul), Sergio Longen, articulou uma manobra judicial para impedir que a lei do deputado estadual George Takimoto (PSL), que proíbe a venda de alimentos e bebidas industrializados nocivos à saúde das crianças como salgadinhos, bolachas e refrigerantes fosse anulada, simplesmente para garantir que sua renda pessoal não seja afetada pela medida.

Longen é proprietário de uma série de indústrias fabricantes de salgadinhos e guloseimas em geral, e grande parte de seu patrimônio familiar foi construído com lucros obtidos às custas da saúde das crianças, que ao ingerir alimentos gordurosos engordam e podem desenvolver doenças como colesterol alto e diabetes.

O projeto de lei do deputado estadual George Takimoto (PSL) foi publicado no Diário Oficial do Estado no dia 26 de fevereiro deste ano, mas poucos dias depois Longen entrou com uma ação na justiça para embargar o projeto, que havia sido referendado e aprovado pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), da Assembleia Legislativa do Estado.

A Lei 4.320 proíbe a comercialização, confecção e distribuição de produtos “que colaborem para acarretar riscos à saúde ou à segurança alimentar, dos consumidores, em cantinas e similares instalados em escolas públicas de Mato Grosso do Sul”.

Com a atitude egoísta e capitalista de Longen, quem perde são as crianças, que continuam expostas aos perigos de uma alimentação baseada em alimentos gordurosos, que consumidos a logo prazo são extremamente prejudiciais à saúde. Longen tem sido procurado pela reportagem há duas semanas para falar sobre o caso, mas não retornou os telefonemas.