Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 23 de Outubro de 2020

Sidrolandia

Professores são impedidos de acompanhar oitiva de Secretária a comissão especial da Câmara

Os professores protestaram fazendo barulho e até, batendo na porta de entrada da Câmara se mostrando revoltados com a decisão.

Flávio Paes/Região News

07 de Março de 2014 - 18:44

Um grupo de 60 professores da rede municipal de ensino permaneceu concentrado em frente da Câmara na tarde desta sexta-feira após ser impedido de acompanhar o depoimento que a secretária municipal de Educação, Alice Aparecida, prestou à comissão especial formada para apurar se houve irregularidade na aplicação dos recursos do FUNDEB em 2013. A escola funciona num prédio do Incra no Assentamento Capão Bonito 2.

A comissão foi formada após a Câmara ter sido cobrada a dar explicações por 37 professores que encaminharam documentos com denúncias de supostas contratações irregulares e pagamentos indevidos com recursos do fundo. Eles querem saber por que em 2013 não houve pagamento de rateio, ao contrário do que aconteceu entre 2008 e 2012, embora a arrecadação ano passado tenha aumentado mais de R$ 1 milhão em relação à do ano anterior.

Quando chegou ao Legislativo para depor e se deparou com os professores, a secretária ameaçou virar as costas e ir embora. Ela só concordou em responder aos questionamentos dos vereadores, em reunião fechada, sem a presença de plateia. Como a comissão não convocou formalmente a secretária, ela não estava obrigada a comparecer. Para evitar o adiamento, os vereadores concordaram com a exigência.

Os professores protestaram fazendo barulho e até, batendo na porta de entrada da Câmara se mostrando revoltados com a decisão. “Se não há nada de errado na aplicação dos recursos, não se justifica fazer sessão secreta para ouvir a secretária”, desabafou um dos manifestantes.