Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 29 de Novembro de 2021

Sidrolandia

Programa de bolsas para ensino médio deve começar com 30 mil estudantes

No ano que vem o programa pretende chegar a 100 mil bolsas. O valor mensal pago para cada aluno participante será de R$ 150

Uol

10 de Setembro de 2013 - 16:16

O Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, afirmou nessa terça-feira (10) que o programa "Quero ser cientista, quero ser professor", que dará bolsas de estudos nas áreas de química, física, matemática e biologia para estudantes do ensino médio, deverá atingir cerca de 30 mil alunos em sua primeira etapa.

De acordo com Mercadante, a portaria do programa será publicada ainda nesta semana. O ministro participou da abertura do 2° Congresso Todos pela Educação, em Brasília, e afirmou que o ensino médio é o grande desafio da educação brasileira até 2014. "Daqui para o ano que vem, queremos focar nos anos finais do ensino médio", disse.

No ano que vem o programa pretende chegar a 100 mil bolsas. O valor mensal pago para cada aluno participante será de R$ 150. O programa será similar a iniciação cientifica nas universidades e os alunos serão orientados por tutores. O valor pago para esses tutores ainda não foi definido.

Com o "Quero ser cientista, quero ser professor", o MEC pretende atrair estudantes de excelências nas áreas de exatas e biológicas e espera que, no futuro, a ação possa refletir em um aumento do número de professores nessas áreas. De imediato, o programa faz parte das ações do ministério para melhorar o ensino médio publico.