Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 27 de Janeiro de 2022

Sidrolandia

Projetos Habitacionais de Sidrolândia são discutidos na SEHAC

Foi conversado também sobre a seleção do projeto habitacional na modalidade urbanização de assentamentos

Andressa Lopes

18 de Maio de 2011 - 22:12

Projetos Habitacionais de Sidrolândia são discutidos na SEHAC
Projetos Habitacionais de Sidrol - Foto: Andressa Lopes

A coordenadora municipal de Habitação de Sidrolândia, Maria Dozinete esteve na Secretaria de Estado de Habitação – Sehac, reunida com o secretário da pasta, Carlos Marun, na manhã desta quarta-feira (18), para discutir o andamento dos projetos habitacionais do município.

Segundo informações de Maria Donizete atualmente cerca de quatro mil de inscritos para aquisição da casa própria em Sidrolândia. “O trabalho no setor habitacional tem sido realizado, mas o município necessita de mais moradias. Também precisamos atender àquelas famílias que a renda ultrapassa nossos projetos habitacionais, ou seja, àquelas que dependem de financiamento”.

Um dos itens da conversa com Marun foi o da possibilidade de que o secretário intervenha junto a Caixa Econômica Federal para que imóveis sejam construídos e financiados diretamente pela entidade.

Foi conversado também sobre a seleção do projeto habitacional na modalidade urbanização de assentamentos precários que faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC II. Esse projeto foi apresentado diretamente pela Prefeitura ao Ministério das Cidades.

Por meio do PAC II o município receberá aproximadamente R$ 2,5 milhões para a construção 54 unidades habitacionais e realização de obras de infraestrutura. As famílias beneficiadas moram em área verde e na beirada do Córrego Vacaria.

De acordo com Marun, Sidrolândia já foi beneficiado com 3.253 unidades habitacionais. Das quais 107 são indígenas, 532 urbanas e 2.614 são rurais. A parceria entre os governos Federal, Estadual e Municipal garantiu investimento superior a R$ 22,7 milhões no setor habitacional. Vale destacar a parceria com o INCRA e demais associações e entidades rurais.

O secretário se colocou a disposição do município, inclusive na consultoria técnica para acompanhar o andamento do projeto do PAC II