Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 16 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Proprietários de fazendas do entorno da Buriti querem indenização em dinheiro

O Governo decidiu intervir e por fim ao conflito após a morte do índio terena Oziel Gabriel, ocorrida durante a desocupação no dia 31 de maio deste ano.

Com informações do Campo Grande News

13 de Agosto de 2013 - 12:04

Os produtores rurais, donos dos 15,2 mil hectares em Sidrolândia e Dois Irmãos do Buriti, vão exigir o pagamento da indenização em dinheiro. A proposta será apresentada na manhã de hoje (13), em reunião com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, no Grand Park Hotel, em Campo Grande.

De acordo o assessor jurídico da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Gustavo Passarelli, o pagamento deverá ser feito mediante acordo judicial. O presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Chico Maia, está satisfeito com o acordo, mas avalia que falta definir as questões jurídicas e a avaliação do valor da terra.

Os produtores querem receber o valor de mercado. Este é o caso da produtora rural Helena Araújo, que é dona da Fazenda Santa Clara, de 700 hectares, há cinco meses ocupada pelos terena. A área está em nome da família desde 1912 e teria sido comprada por seu bisavó do Governo do Mato Grosso. Helena lembra que a área não foi considerada indígena pela Justiça Federal em duas sentenças, na primeira e segunda instância.

Já o índio Alberto Terena está otimista com o encontro na Capital. Ele disse que o encontro de hoje será importante para definir o cronograma de pagamento das indenizações, que deverá agilizar o fim do conflito entre índios e produtores.

O Governo decidiu intervir e por fim ao conflito após a morte do índio terena Oziel Gabriel, ocorrida durante a desocupação no dia 31 de maio deste ano.