Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 18 de Julho de 2024

Sidrolandia

PSB diz que acatará propostas de consenso para programa de Dilma

Presidente do partido, Eduardo Campos, afirmou que vai sugerir diretrizes. Mas disse que, se não forem aprovadas, aceitará o que a coligação decidir.

G1

19 de Julho de 2010 - 13:49

O PSB vai sugerir nesta segunda-feira à candidata Dilma Rousseff (PT) diretrizes para seu programa de governo, mas, se não forem acolhidas pela chapa que disputa a Presidência da República, acatará as decisões da coligação de partidos.

A informação é do presidente do PSB, Eduardo Campos, governador de Pernambuco.

Para ele, os programas de governo devem ser focados não em teorias, mas em medidas que tenham efeito prático na vida da população. Campos defendeu também a inclusão de metas e prazos nas propostas.

"Eu não trabalho com imposição, nem aceitando nem fazendo. Trabalho com o diálogo", disse o governador. "Se não for aceito, nós vamos entender. Se porventura um dia tivermos um candidato do PSB, vamos colocar estas sugestões em prática."

O PSB convenceu o deputado Ciro Gomes a abandonar a corrida presidencial em favor da aliança com Dilma.

Está previsto encontro da petista com a cúpula do PSB para receber o documento nesta segunda.

Campos contou que o programa de governo do PSB prega o desenvolvimento econômico com inclusão social, respeito ao meio ambiente e equilíbrio econômico.

A campanha da candidata apresentou à Justiça eleitoral duas versões de programa de governo e já anunciou que haverá um terceiro documento, este de consenso entre os partidos da coligação. O primeiro, Dilma disse que apenas rubricou, indicando que não leu.