Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 22 de Julho de 2024

Sidrolandia

Puccinelli nega agressão e diz que apenas segurou braço de jovem

Midiamax

22 de Julho de 2010 - 10:43

Por meio da assessoria da campanha, o governador André Puccinelli (PMDB) que tenta a reeleição negou nesta manhã que tenha agredido o jovem Rodrigo de Campo Roque, de 23 anos, com quem discutiu na noite de ontem durante caminhada no Bairro Aero Rancho, em Campo Grande. O desentendimento, segundo informações teria terminado em troca de tapas.

Mas, na versão oficial, Puccinelli recebeu a agressão, mas não revidou. Segundo informações do Boletim de Ocorrências, no qual o governador é registrado como vítima de injúria real e agressão, Puccinelli teria levado um tapa no rosto e um chute do rapaz. O B.O relata ainda que Puccinelli segurou o jovem pelo braço para se defender.

Na sequência, um policial militar que faz a segurança do governador teria imobilizado o rapaz. Assessores afirmam que o jovem estava alterado e “possivelmente embriagado”. O rapaz foi preso na seqüência e passou pelo menos quatro horas detido, na Cepol.

A assessoria de Puccinelli informou também que o caso está sendo tratado como um “incidente” e não comprometerá as agendas de campanha já marcadas. Hoje à tarde, por exemplo, o governador é esperado em caminhada no Jardim Itamaracá, às 14 horas.

Boletim de Ocorrências

No Boletim de Ocorrências registrado na Cepol, o policial que faz a guarda de Puccinelli, Antônio Barbosa da Silva, relata que Rodrigo de Campo Roque teria reagido quando foi interpelado pelo governador na feira no Bairro.

O rapaz teria dito que não votaria em Puccinelli por ele era “ladrão”. O governador questionou: “você está falando que eu sou um ladrão?”. Rodrigo informou que os jornais é que estavam dizendo que ele era ladrão. Puccinelli pediu respeito, momento em que teria sido agredido com um tapa no rosto.

Conforme o B.O, Puccinelli não teria revidado, mas apenas se defendido segurando o autor pelo braço. O rapaz então apelou para um chute que resvalou no governador e acertou o segurança. Rodrigo teria se desequilibrado após dar dois passos para trás.

Alessandra de Souza
Puccinelli nega agressão e diz que apenas segurou braço de jovem

O segurança contou com a ajuda do sargento Roledo para imobilizar o rapaz e retirá-lo do local. O governador não compareceu à Cepol para registrar a queixa, mas apenas o segurança.