Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 8 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Puccinelli se diz ‘aterrorizado’ com falta de atuação da União em Sidrolândia

O governador disse anteriormente acreditar que o problema indígena deve ser estudado e resolvido pontualmente em cada região.

Midiamax

01 de Agosto de 2013 - 16:00

A quatro dias de 5 de agosto, prazo dado pelo Governo Federal para resolver a situação em Sidrolândia, o governador André Puccinelli (PMDB) disse estar ‘aterrorizado’ com, no mínimo, a falta de informações repassadas pela União.

“Não posso ser leviano de dizer que não estão fazendo nada”, iniciou Puccinelli, durante encontro na tarde desta quinta-feira na sede da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul). “Mas fui conversar com um representante que está mais a parte do que eu, e ele disse pra eu ficar aterrorizado”, revelou.

Depois de conflitos, que resultaram na morte de um indígena, a União interviu na região de Sidrolândia, inclusive com auxílio da Força Nacional, e pediu até o dia 5 de agosto para estudar alternativas de solucionar o problema. Porém, até o momento nenhuma solução foi apresentada.

Na opinião de Puccinelli, a ‘paz’ entre indígenas e produtores rurais pode acabar justamente no dia 5 de agosto, caso Governo Federal não apresente nenhuma solução definitiva para a questão. O governador disse anteriormente acreditar que o problema indígena deve ser estudado e resolvido pontualmente em cada região.