Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 16 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Quatro meses após incêndio, Planeta Real reinaugura loja em Campo Grande

Com “tempo e esforço recordes”, diz o texto do comunicado, foram retirados os entulhos, reconstruído o prédio de mais de 2 mil m², reequipada e reabastecida a loja.

Campo Grande News

21 de Setembro de 2013 - 08:20

A loja Planeta Real, em Campo Grande, reabriu as portas nesta sexta-feira (20), quatro meses após um incêndio de grande proporção, que destruiu praticamente todas as mercadorias expostas no prédio. O estabelecimento está como antes, inclusive, com a área reservada aos peixes, que viraram atração. Foram 137 dias para se reerguer.

A reinauguração foi uma grata surpresa aos clientes, funcionários e à própria direção. No comunicado entregue à imprensa, os responsáveis fizeram questão de relembrar a data em que tudo foi destruído.

“Sete de maio de dois mil e trezes. Esta data nós nunca vamos esquecer. O fogo consumiu tudo: instalações, produtos e prédio, mas com a graça de Deus ninguém sequer se machucou, nem mesmo o peixe (pirarucu), exemplo e símbolo da força de vontade, valentia e bravura com que nossa equipe enfrentou essa tragédia.

Com “tempo e esforço recordes”, diz o texto do comunicado, foram retirados os entulhos, reconstruído o prédio de mais de 2 mil m², reequipada e reabastecida a loja.

Quem entra no estabelecimento e não sabe do incêndio, ou não costumava frequentar a loja, dificilmente consegue notar diferenças, mas os clientes assíduos apontam as mudanças com facilidade. “Está mais organizada. Antes tinha muita coisa e não estavam conseguindo arrumar”, disse o atendente Diego Ferreira da Silva, de 18 anos, que foi ao local junto com a esposa, a estudante Ingrid Tamires, de 17 anos.

O casal estava nos fundos, na área onde ficam os peixes. Ingrid, que já frequentava o espaço, conta que houve mudanças. “Era maior. Tinha uma ponte de madeira e algumas moedas no fundo da água. Parecia uma fonte”, reparou, acrescentando que a mudança, na avaliação dele, não tira a beleza da área, que ainda tem sinais do fogo. O pé de coqueiro foi mantido, mas o tronco está queimado. Outra árvore, também atingida pelas chamas, tem sinais de que foi raspada.

A loja mantém a mesma variedade de mercadorias e o movimento, como sempre, está intenso. A operadora de caixa Natália Arruda, de 28 anos, foi “comprar bobeiras” com a amiga, Lilian Aparecida Palermo Moreli, de 20 anos.

As duas trabalham em uma loja de fotografia, no centro e, antes do incêndio, já costumavam frequentar a loja. “Gosto do ambiente. Tem muitas variedades”, comentou Natália.

Para Lilian, que continua a ser cliente fiel, o grande diferencial da empresa é o preço “mais em conta”. Ela não acreditava que o Planeta Real fosse abrir reinaugurar tão cedo.

Vanda Ribeiro, de 63 anos, tinha mais esperança. “Eu já imaginava porque os donos de loja sempre têm um fundo de caixa”, comentou. Hoje ela foi à reinauguração com filha e com o neto.