Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 22 de Julho de 2024

Sidrolandia

Queda de mulher que morreu no abismo do Inferninho foi provavelmente acidental

Simulação dos fatos foi realizada pela polícia hoje a pedido do Ministério Público Estadual

Correio do Estado

18 de Setembro de 2012 - 16:45

Realizada na manhã de hoje (18), durou três horas a reprodução simulada da morte de Rosilene Melo Rodrigues, 41 anos, que caiu no abismo do Inferninho, uma altura de aproximadamente 30 metros, no dia 11 de dezembro do ano passado. A vítima teria se desequilibrado ao tirar uma fotografia no local.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Weber Luciano Medeiros, da 2ª DP, o Ministério Público Estadual solicitou a simulação para sanar algumas dúvidas sobre os fatos. Ainda segundo Medeiros, tudo leva a crer que a queda foi realmente acidental, como ele já acreditava.

“Agora os peritos vão dar o parecer final. O laudo deve ficar pronto em uma ou duas semanas. Vamos juntá-lo aos autos do inquérito policial e encaminhá-lo ao MPE”, afirmou.

O Corpo de Bombeiros, o marido e um casal de amigos da vítima participaram da simulação.