Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 25 de Julho de 2024

Sidrolandia

Redução do FPM aponta prejuízo de R$ 9,015 milhões

No mês anterior, no entanto, o FPM rendeu R$ 56.197.413,95, o que representa uma diferença a menor de R$ 9.015.495,00 nos cofres públicos

Assessoria

12 de Setembro de 2012 - 07:17

Nova redução do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) aponta um prejuízo de mais de R$ 9 milhões em setembro em comparação ao mês anterior, conforme previsões divulgadas esta semana pela STN (Secretaria do Tesouro Nacional), vinculada ao ministério da Fazenda.

Pelas previsões, setembro fechará com um repasse total de R$ 47.181.918,95, dinheiro que será repartido proporcionalmente entre as 78 prefeituras de Mato Grosso do Sul. No mês anterior, no entanto, o FPM rendeu R$ 56.197.413,95, o que representa uma diferença a menor de R$ 9.015.495,00 nos cofres públicos municipais.

Este é o quarto mês consecutivo que o fundo constitucional registra queda substancial no ano em decorrência de fatores causados por medidas tomadas pelo governo federal.

O primeiro repasse do FPM em setembro, efetuado no dia 10, foi de R$ 24.754211,11. As demais cotas serão depositadas pelo Tesouro Nacional na conta das 78 prefeituras sul-mato-grossenses nos dias 20 e 30.

A recessão financeira instalada nos municípios por causa dos impactos de desaceleração da atividade econômica nesta reta final do ano leva os prefeitos ao desespero.

Um dos fatores, conforme a alegação do Palácio do Planalto é a desonerações do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), conforma atesta o presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), prefeito de Chapadão do Sul, Jocelito Krug (PMDB).