Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 20 de Julho de 2024

Sidrolandia

Reforma do sistema financeiro é aprovada pelo Senado dos EUA

Obama não quer que, no futuro, bancos sejam tão grandes que não possam quebrar

Band

16 de Julho de 2010 - 10:52

Por 60 votos a 39, o senado americano aprovou nesta quinta-feira a maior reforma do sistema financeiro americano desde a crise de 1929. Em julho, o projeto já havia passado pela Câmara dos Representantes e agora segue para sanção do presidente Baracak Obama, ainda na próxima semana. Esta é mais uma vitória da gestão Obama, depois de a reforma do sistema de saúde ter sido aprovada em março.

O intuito do projeto é promover maior controle sobre os bancos e aumentar a proteção aos consumidores. Além disso, limitará o nível de risco assumido pelas instituições financeiras. Com a reforma, as agências regulatórias terão poder para assumir o controle de grandes bancos e liquidá-los.

Obama, reiteradas vezes, declara que com a nova legislação não existirão bancos “grandes demais para quebrar”, como ocorreu durante a crise. Na época, o governo socorreu várias instituições financeiras, injetando bilhões de dólar, pois a quebra  delas poderia contaminar as demais.

Os consumidores serão resguardados com a criação de uma agência federal. Ela fiscalizará os empréstimos e práticas abusivas de empresas de cartão de crédito e de hipoteca.

Os bancos também serão impedidos de investir em mercados especulativos com dinheiro próprio, ao invés do dos clientes. E o valor será limitado em 3% do capital administrado pelos bancos.