Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 17 de Maio de 2022

Sidrolandia

Repasse do HSBC deve ser usado em obras na Assembleia Legislativa

No caso dos vazamentos, a solução deve ser rápida, já em relação ao anexo a projeção é concluí-lo no fim do próximo ano.

Correio do Estado

18 de Novembro de 2015 - 14:00

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul receberá R$ 3,25 milhões do HSBC, contratado no fim do mês passado para gerir a folha de pagamentos da casa. O dinheiro deverá ser usado em obras no prédio e na conclusão de um anexo, projeto iniciado há dez anos.

Os possíveis destinos do dinheiro foram divulgados nesta quarta-feira (18) pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Junior Mochi (PMDB). Segundo ele, há problemas emergenciais no prédio, como vazamentos hidráulicos.

O presidente disse que a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) deve tocar as obras, a iniciarem em 2016, enquanto a casa finaliza estudo sobre quais as prioridades. No caso dos vazamentos, a solução deve ser rápida, já em relação ao anexo a projeção é concluí-lo no fim do próximo ano.