Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 12 de Julho de 2024

Sidrolandia

Restauração da Usina Velha volta a ser debatida em audiência com promotor

A usina foi tombada como patrimônio histórico cultural em 1991, com intuito de ser um local de lazer, arte e cultura para o município

Douradina News

12 de Setembro de 2012 - 17:05

Acontece na tarde dessa quarta-feira uma audiência com o procurador da justiça Ricardo Rotunno, juntamente com representantes da Academia Douradense de Letras - ADL, Comitê de Defesa Popular, da ACED, e da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, para um levantamento sobre o andamento do processo de preservação das ruínas da Usina Filinto Müller, mais conhecida como Usina Velha de Dourados.

Em junho deste ano o Ministério Público Estadual entrou com um pedido na justiça, obrigando o município a realizar a restauração da usina, mas o juiz José Domingues Filho, negou a ação cívil pública, alegando que há um projeto apresentado em audiência pública em 2005 na Câmara de Vereadores e por conta disto, não se pode obrigar o poder público a promover esses tipos de gastos.

USINA VELHA

A usina foi tombada como patrimônio histórico cultural em 1991, com intuito de ser um local de lazer, arte e cultura para o município, além de abrigar o ‘Museu Histórico de Dourados’.

A usina termoelétrica “Senador Filinto Muller” foi construída em 1943 e veio a funcionar, de fato, em 1949, depois do extinto território de Ponta Porã. Último marco histórico de Dourados foi construído para gerar energia elétrica, sendo desativada em 1951.

Em 2005, a prefeitura e a Fundação de Cultura chegaram a anunciar a revitalização, que seria feita com recursos de um fundo de cultura do Banco do Brasil. Na época, o valor destinado para a obra seria de R$ 500 mil, porém a usina não passou até hoje por nenhuma alteração em sua estrutura arquitetônica.