Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 13 de Agosto de 2022

Sidrolandia

Reunião com Semade tem como pauta discução sobre custos de logística e energia

Segundo o 3º vice-presidente regional da Fiems, a indústria da mineração passa por grandes dificuldades devido aos custos com logística e energia

Daniel Pedra

21 de Agosto de 2015 - 11:07

A preocupação com o crescimento nos gastos da indústria de mineração em decorrência dos altos custos da logística de transporte e da tarifa de energia elétrica foi o principal tema da reunião entre a Fiems, o Sindiecol (Sindicato das Indústrias Extrativas de Corumbá e Ladário), a Semade (Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico) e representantes da Vale e Vetorial Mineradora, realizada, na noite de ontem (20/08), no estande da Secretaria montado para o Festival da América do Sul Pantanal, em Corumbá (MS).

Segundo o 3º vice-presidente regional da Fiems, Lourival Vieira Costa, a indústria da mineração passa por grandes dificuldades devido aos custos com logística e energia e essa questão foi apresentada ao secretário estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck. “O Governo do Estado comprometeu-se em apoiar as mineradoras para tentar resgatar a ALL (América Latina Logística) para reativar o transporte ferroviário de Corumbá até o Estado de São Paulo e, dessa forma, minimizar custos. Outra proposição é a construção de uma termoelétrica em Corumbá em parceria com o Governo da Bolívia para utilizar o gás natural do país vizinho para que, assim, a energia tenha menor custo”, declarou.

Já o presidente do Sindiecol, Edemir Chaim Asseff, destacou que essa foi a primeira reunião de representantes da indústria de mineração com o Governo do Estado e serviu para abrir um canal de comunicação para repassar as reivindicações das mineradoras. “A reunião foi produtiva e o secretário Jaime Verruck deve estudar qual a melhor forma de sanar o problema da logística que tanto prejudica o escoamento da produção das mineradoras instaladas na região oeste de Mato Grosso do Sul”, comentou.

Sesi e Senai

Ainda durante a reunião, o Sesi e o Senai de Corumbá apresentaram os serviços que disponibilizam para atender das demandas das indústrias da região. A gerente do Sesi de Corumbá, Silvana Barros, por exemplo, detalhou os serviços de consultoria para dar suporte às indústrias na área de saúde e segurança do trabalhador.

“A gestão em SST (Saúde e Segurança do Trabalho) agrega valor aos atendimentos que nós já prestamos e ajuda no controle do absenteísmo, afastamento dos empregados e na prevenção através de palestras e exercícios”, disse Silva Barros.

Já o gerente do Senai de Corumbá, Marcelo Alexandre Zinsly, apresentou os cursos técnicos e de aprendizagem para atender o segmento, além dos serviços tecnológicos. “Temos diversos serviços como análises laboratoriais, bem como o selo ambiental, no qual as indústrias podem conseguir desconto nos tributos estaduais conforme o selo emitido”, afirmou.