Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 24 de Maio de 2022

Sidrolandia

Revoltados com descaso, moradores protestam com pescaria em buracos

Na Capital, na Avenida Tamandaré, as crateras acumulam água e representam risco dobrado aos motoristas e motociclistas

Correio do Estado

19 de Novembro de 2015 - 13:45

Enquanto o poder público não resolve os problemas, moradores recorrem ao humor para protestar. A situação não é nova, mas vira e mexe ganha as redes sociais diante de tanta revolta expressada pelo humor. Em Campo Grande e no interior, duas cenas ganharam as redes sociais nos últimos dias.

Na Capital, na Avenida Tamandaré, as crateras acumulam água e representam risco dobrado aos motoristas e motociclistas. Um morador, que até agora ninguém sabe quem, resolveu protestar.

Duas cadeiras de plástico foram colocadas em frente ao buraco, uma vara de pesca e até um peixe falso foram improvisados. A situação, além de sinalizar a cratera aos condutores, também chama atenção de quem por ali passa.

Nadson Soares de Oliveira passou pela Avenida ontem e registrou o protesto. Em postagem no Facebook, ele revela a revolta. “A impunidade é tanta que até pesqueiro os caras estão abrindo na av. Tamandaré”.

Em outra cidade do Estado, o buraco é outro, mas a revolta é semelhante. Em Nova Alvorada do Sul, no bairro Maria de Lourdes, ruas sem asfalto são motivo de reclamações de moradores há anos.

Sem ação do poder público, as ruas se transformam em rios quando a chuva não dá trégua. Para protestar, moradores criaram um boneco pescador.