Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 6 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Rodízio é usado para disciplinar internos das Uneis em MS

Isto está acontecendo com os cinco adolescentes que foram apontados como líderes das últimas rebeliões na unidade Dom Bosco, em Campo Grande, no fim de julho.

Midiamax

13 de Agosto de 2013 - 15:33

O sistema de rodízio (transferência) de adolescentes entre as Uneis (unidade Educacional de Internação) do Estado é uma das formas encontradas pela superintendência de conseguir disciplinar os mais exaltados. Esse sistema é adotado por um curto período de tempo, para que não seja ferida a legislação, que determina que a internação do jovem infrator aconteça o mais próximo possível de sua família, para ajudar em sua recuperação.

Isto está acontecendo com os cinco adolescentes que foram apontados como líderes das últimas rebeliões na unidade Dom Bosco, em Campo Grande, no fim de julho. Eles foram levados para a Unei Laranja Doce em Dourados e estão retornando para Campo Grande. Apesar de autorizada, os responsáveis pelo setor preferem não confirmar a data da viagem que acontecerá entres este sábado e segunda-feira.

Segundo Cristian Lefevre, coordenador de segurança guarda e proteção da Superintendência de Assistência Sócio educativa da Secretaria de Justiça e Segurança Públicas do Estado, o ideal é fazer com que o menor fique o mais próximo de sua família, mas nem sempre isso é possível. “O ideal seria isso, porque determina a legislação, mas temos que ver o lado da disciplina e da própria segurança do interno. Algumas vezes ele não é bem aceito em determinada unidade devido ao crime que cometeu e desta forma não ficaria em segurança. Pelo lado disciplinar,, sempre que há uma transferência, existe um certo tempo para a adaptação ao novo local e com isto conseguimos tranquilizar a situação”!, afirmou.

Lefevre disse ainda que atualmente o Estado conta com 10 Uneis, sendo 6 masculinas, 2 femininas e 2 de semiliberdade, que coimportam 267 adolescentes, que é considerado o limite, beirando a superlotação.