Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 2 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Sanesul viabiliza R$ 2,4 milhões do PAC para custar 29% da obra de esgoto em Sidrolândia

Além de Sidrolândia outros 32 municípios de Mato Grosso do Sul com até 50 mil habitantes foram contemplados com recursos do PAC FUNASA.

Flávio Paes/Região News

02 de Outubro de 2013 - 14:00

Depois de uma primeira tentativa frustrada há dois anos, a Sanesul conseguiu viabilizar junto ao Governo Federal recursos a fundo do perdido (sem necessidade de reembolso) para custear a construção da Estação de Tratamento de Esgoto de Sidrolândia que já está em andamento.

A Fundação Nacional de Saúde (FUNASA) aprovou a liberação de R$ 2,4 milhões, recursos do PAC FUNASA, para as obras, o equivalente a 29% do custo total do projeto, orçado em R$ 8.135.052,67.

O projeto prevê a construção da Estação de Tratamento de Esgoto com capacidade para tratar 30 litros de esgoto por segundo, além de 6.000 m de coletor tronco, 21.884 metros de rede coletora de esgoto, 650 ligações intradomicilliares de esgoto e estação elevatória de esgoto.

Além de Sidrolândia outros 32 municípios de Mato Grosso do Sul com até 50 mil habitantes foram contemplados com recursos do PAC FUNASA. Ao todo, serão disponibilizados R$ 93 milhões para o governo do estado e as prefeituras investirem na implantação de redes de coleta e tratamento de esgotos

Na semana que vem; técnicos da Funasa começam a fazer as vistorias técnicas nos municípios contemplados. O montante final a ser liberado dependerá dessa vistoria. Em algumas cidades, as obras serão feitas pelas prefeituras. Em outras ficarão a cargo do governo do estado, através da Sanesul.

A relação completa dos municípios contemplados, com o respectivo valor máximo a ser investido, é a seguinte:

Alcinópolis – R$ 2 milhões 163 mil

Amambai – R$ 3,7 milhões

Anaurilândia – R$ 2 milhões 380 mil

Angélica – R$ 9 milhões

Antonio João – R$ 2,4 milhões

Bataguassu – R$ 4,1 milhões

Bataipor㠖 R$ 2,6 milhões

Bela Vista – R$ 1 milhão e 800 mil

Bonito – R$ 2,1 milhões

Caarapó – R$ 2,8 milhões

Caracol – R$ 2,9 milhões

Cassilândia – R$ 4,9 milhões

Corguinho – R$ 1 milhão e 200 mil

Costa Rica – R$ 3,4 milhões

Coxim – R$ 4,9 milhões

Deodápolis – R$ 1 milhão 360 mil

Dois Irmãos do Buriti – R$ 2,7 milhões

Eldorado – R$ 4,2 milhões

Figueirão – R$ 3,3 milhões

Glória de dourados – R$ 1 milhão

Guia Lopes da Laguna – R$ 1 milhão e 900 mil

Iguatemi – R$ 3,2 milhões

Itaquiraí – R$ 4,4 milhões

Japor㠖 R$ 1 milhão 264 mil

Juti – R$ 2,6 milhões

Novo Horizonte do Sul – R$ 2,3 milhões

Pedro Gomes – R$ 2,4 milhões

Rio Negro – R$ 1 milhão 168 mil

Rio Verde – R$ 2,2 milhões

Santa Rita do Pardo – R$ 1 milhão e 700 mil

Sete Quedas – R$ 2,6 milhões

Sidrolândia – R$ 2,4 milhões

Terenos – R$ 1 milhão 437 mil