Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 23 de Outubro de 2020

Sidrolandia

Secretário de Segurança fala sobre segurança na fronteira para novos delegados

Jacini destacou que 27% do território brasileiro está localizado na fronteira. Em Mato Grosso do Sul são 1.517 quilômetros de fronteira

Noticias MS

13 de Março de 2014 - 10:17

O secretário de Justiça e Segurança Pública do Estado, Wantuir Jacini, ministrou na manhã de quarta-feira (12) a palestra “Segurança Pública nas Fronteiras”, para os 53 novos delegados que serão formados pela Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, no próximo dia 28.

Durante o evento realizado no auditório da Acadepol/MS (Academia de Polícia Civil Delegado Júlio César da Fonte Nogueira), o secretário apresentou o funcionamento e estrutura da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) e falou sobre o Plano Estadual de Segurança Pública na Fronteira, desenvolvido no Estado através do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira, como parte da Estratégia Nacional de Fronteira, o Enafron do governo federal.

Jacini destacou que 27% do território brasileiro está localizado na fronteira. Em Mato Grosso do Sul são 1.517 quilômetros de fronteira, que abrangem 44 municípios e uma população de 1 milhão e 100 mil habitantes. “É uma área sensível que merece atenção especial e, como em outros locais, na fronteira o ciclo da justiça também começa na prevenção feita pela Polícia Militar, sendo seguida da repressão, que é de responsabilidade da Polícia Civil”, explica.

De acordo com o secretário, graças a ações e operações realizadas pelo DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira), em conjunto com as polícias Civil, Militar, Militar Rodoviária, Federal, Rodoviária Federal, Militar Ambiental, Forças Armadas e órgãos como a Receita Federal e a Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), os crimes que mais impactam a sociedade, que são os cometidos contra a vida e o patrimônio, sofreram redução significativa na faixa do Estado que compreende a Bolívia e o Paraguai.

“O estigma de que os municípios fronteiriços são violentos vem sendo quebrado nos últimos sete anos, graças aos investimentos em segurança, com contratação e qualificação de pessoal, compra de equipamentos, viaturas e armamentos e modernização da gestão. A comprovação vem através de números. Os homicídios dolosos por exemplo caíram 9,1% e os roubos seguidos de morte sofreram redução de 57,1% na fronteira de Mato Grosso do Sul”, enfatiza Jacini.

Durante a palestra o secretário anunciou o reforço de 1.321 novos servidores nos órgãos de segurança pública da fronteira, que estão sendo contratados através de concursos públicos já em andamento. “Grande parte dos novos delegados também serão lotados nos municípios fronteiriços, onde há carência desses profissionais”, disse.

Jacini finalizou a palestra falando sobre a importância da transparência do trabalho policial, que hoje conta com um banco de dados único, em que são armazenados e divulgados, em tempo real, números de crimes e ocorrências policiais registradas em todo o Estado. “É importante que a sociedade saiba o que está acontecendo e nós temos que prestar contas A sociedade dentro de uma política de transparência das atividades policiais”, completou.