Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 13 de Agosto de 2022

Sidrolandia

Segurados lotam INSS na reabertura de agência fechada 80 dias por causa da greve

No período da tarde os funcionários se dedicam apenas ao encaminhamento dos processos.

Flávio Paes/Região News

01 de Outubro de 2015 - 11:00

Só nesta quinta-feira a agência do INSS de Sidrolândia retomou o atendimento ao público muito embora a greve tenha sido encerrada na terça-feira. Antes mesmo do início do expediente,  às 7 horas , já haviam segurados na fila em frente da agência que esteve superlotada. Boa parte voltou para casa sem ter o seu problema resolvido porque o atendimento só acontece até às 13 horas e há apenas 4 atendentes. No período da tarde os funcionários se dedicam o serviço interno de encaminhamento dos processos.

Segundo o gerente Alcindo Gomes da Rocha em média são atendidas diariamente 80 pessoas. Se a procura extrapolar esta quantidade, é possível que se limite ao acesso a agência para evitar tumulto. Ele calcula que com os 80 dias de interrupção no expediente, por causa da greve, aproximadamente 800 pessoas deixaram de ser atendidas neste período. "Nosso apelo é que as pessoas com questões menos urgentes a serem resolvidas, deixem para procurar a agência depois", comenta.

Com este represamento, boa parte dos processos, especialmente, os de auxílio-doença, só serão liberados em 2016, já que  não há um médico perito credenciado, morador da cidade. O profissional que atende Sidrolândia é de Costa Rica, vem três dias por semana, a partir da segunda semana do mês. Como ele está de férias e só retorna ao trabalho dia 28, as primeiras perícias devem ser agendadas para daqui a 27 dias e a segunda rodada, dia 9 de novembro. Por mês ele consegue atender 135 pessoas.

Os funcionários entraram em greve reivindicando reajuste salarial de 27%. Ficaram 78 dias parados e acabaram aceitando a proposta do governo de aumento salarial de 5,5% em 2016, e de 5% em 2017, um reajuste total de 10,7%.