Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 27 de Novembro de 2021

Sidrolandia

Segurança Pública terá R$ 138,6 milhões em investimentos do MS Forte 2

Como consequência dos investimentos, Mato Grosso do Sul é considerado pelo Mapa da Violência como o terceiro Estado mais seguro do País.

Notícias MS

16 de Agosto de 2013 - 16:29

A segurança pública é mais um dos setores de grande demanda por parte da população que receberá investimentos de R$ 138,6 milhões durante os anos de 2013 e 2014, conforme foi divulgado na noite de ontem no lançamento do programa de investimentos MS Forte 2, anunciado pelo governador André Puccinelli em Campo Grande.

Dentre as principais ações desenvolvidas pelo governo do Estado para fortalecer a segurança pública em MS, em 2013 e 2014 serão contratados 1.271 novos agentes de segurança que incluem policiais militares, civis, peritos, bombeiros, agentes penitenciários, delegados, entre outros.

De acordo com o prefeito de Dourados, Murilo Zauith, é imprescindível destacar a atuação do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) que se faz presente na linha de fronteira com um trabalho ímpar de combate ao crime.

“O DOF serve de parâmetro e exemplo para vários departamentos do Brasil pela qualidade das ações desenvolvidas e pela tranquilidade que traz à nossa fronteira”, destacou.

Para o prefeito do município de Amambai, Sérgio Barbosa, devido ao trabalho incessante junto às polícias do Estado e a sequência de investimentos realizados por Puccinelli na área de segurança pública, viver na fronteira com o Paraguai hoje é motivo de tranquilidade.

“Com certeza no quesito segurança pública, para nós que somos da fronteira, vivemos em um momento de paz, fruto do bom trabalho da polícia. Sabemos que enquanto a polícia avança, os que praticam o ato ilícito também avançam, por isso o governo tem que estar sempre atento, investindo na fronteira. O governo acerta em alocar esses recursos na segurança e estamos aqui para agradecer ao governador, porque hoje temos muita tranquilidade de viver em Amambai, que hoje tem um efetivo de policiais quatro vezes maior que há dez anos, fazendo com que a criminalidade perca esta batalha”, disse.

Totalizando 1.547 novas viaturas, que dão melhores condições de trabalho aos policiais, em 2013 e 2014 serão adquiridos 301 novos veículos entre carros, camionetes e motocicletas, com investimentos que chegam a R$ 20,6 milhões, dando mais agilidade nos atendimentos.

Além disso, o governo do Estado chegará ao montante de R$ 3,1 milhões investidos na compra de 1,6 mil novos armamentos de última geração para melhorar ainda mais o combate ao crime. Puccinelli também confirmou a construção de duas novas penitenciárias no Estado.

Mais de R$ 1 milhão será investido na construção, reformas e manutenção de delegacias de Polícia Civil, cadeias públicas, Uneis, batalhões da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, além de R$ 1,3 milhão aplicado na ampliação dos prédios das Agências de Trânsito de Bataguassu e Maracaju e do pátio de vistorias do Detran de Campo Grande.

Resultados

O comandante geral do CBMMS (Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul), coronel Ociel Ortiz Elias, afirmou que os investimentos trazem uma melhora constante nos serviços prestados pelos bombeiros e policiais aos cidadãos do Estado.

“Seremos contemplados com três novos quartéis e os municípios que vão receber essas unidades ganharão muito com o serviço do Corpo de Bombeiros. É um projeto grandioso que beneficiará a população de Mato Grosso do Sul. E uma coisa muito importante que é resultado de todo esse processo, é que os militares da corporação estão muito motivados e há muito tempo esperávamos este investimento e o governo está respondendo às expectativas da corporação”.

O comandante-geral da PM, coronel Carlos Alberto David dos Santos, destacou a valorização do pessoal que tem feito com que o efetivo trabalhe motivado, contribuindo para uma polícia cada vez mais eficiente.

“A população ganha uma polícia muito mais estruturada, mais motivada com os recursos que estão chegando e certamente com mais investimentos, mais policiais e mais viaturas, poderemos estar em diferentes pontos do Estado de forma mais frequente e efetiva inibindo a criminalidade. Como profissional da segurança pública, em toda minha carreira, nunca vi um salto tão grande assim”, finalizou.

Como consequência dos investimentos, Mato Grosso do Sul é considerado pelo Mapa da Violência como o terceiro Estado mais seguro do País. Na Capital os números absolutos apontam Campo Grande como a segunda Capital mais segura da Federação e também com a segunda colocação nos índices de casos solucionados.