Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 18 de Setembro de 2021

Sidrolandia

Senai inicia cursos técnicos no âmbito do Sisutec em 4 cidades

Ao todo são 1.206 alunos, sendo 609 alunos em Campo Grande, mais 425 em Dourados, 120 alunos em Nova Alvorada do Sul e 52 no município de Sidrolândia.

Daniel Pedra/Assessoria

16 de Setembro de 2013 - 13:25

No âmbito do Sisutec (Sistema de Seleção Unificada para Cursos Técnicos), do Ministério da Educação (MEC), o Senai deu início, nesta segunda-feira (16/09), as aulas de 11 cursos técnicos de nível médio em automação industrial, edificações, eletrotécnica, logística, meio ambiente, segurança do trabalho, vestuário, açúcar e álcool, alimentos, química e mecânica.

Ao todo são 1.206 alunos, sendo 609 alunos em Campo Grande, mais 425 em Dourados, 120 alunos em Nova Alvorada do Sul e 52 no município de Sidrolândia. As unidades de Corumbá, Três Lagoas, Ivinhema, Nova Andradina e Naviraí iniciam as atividades ao longo deste mês.

Durante a abertura dos cursos na Capital, o gerente da FatecSenai Campo Grande, Artur Quintella, ressaltou a satisfação com os resultados do processo seletivo do Sisutec. "Com a chegada desses alunos, a unidade está operando com toda sua capacidade e a nossa equipe se sente motivada em oferecer o melhor às novas turmas", declarou ele, acrescentando que os cursos tem previsão de término em setembro de 2015.

A supervisora pedagógica da FatecSenai Campo Grande, Daniela Possap Lopes, garantiu que uma boa formação para o mercado de trabalho depende da parceria aluno e instituição. "Queremos que o aluno tenha um olhar criterioso com o ensino, nos apoiando e prezando sempre pela melhoria", afirmou.

O instrutor Ronilço Cruz ministrou uma palestra motivacional, destacando que a missão do Senai é ampliar a visão do aluno, investindo na perspectiva de um profissional que cause impacto e mostre seu diferencial dentro da empresa para ganhar credibilidade e reconhecimento. "Nós educamos para deixar marcas, investindo na postura de uma pessoa vencedora e comprometida com o trabalho", pontuou.

A estudante de administração Lidiane Delgado Melo, 34 anos, contou que está desempregada e, por isso, decidiu fazer o curso de logística. "Já tive a oportunidade de trabalhar na indústria e quero retornar com uma qualificação. Vim para me aperfeiçoar e retomar a minha vida profissional", disse.

Já a dona de casa Clarice Nieland, 43 anos, quer uma colocação no mercado de trabalho e busca uma chance na área de logística. "Fiz uma pequena pesquisa antes de optar pelo curso e acredito que será fácil encontrar emprego, pois existe uma demanda nesse setor", falou.