Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 22 de Julho de 2024

Sidrolandia

Sérgio Cabral volta atrás e anuncia que participará de debate

O povo quer um debate inteligente, propositivo. Quer ver o que cada um apresenta para melhorar a vida das pessoas - completou.

O Globo

26 de Julho de 2010 - 17:00

Depois de negar a participação em debates com adversários nos meios de comunicação e afirmar que o assunto já estaria superado, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, candidato à reeleiço pelo PMDB, confirmou, na tarde desta segunda-feira, em seu twitter, a presença no debate da TV Bandeiranres, marcado para 12 de agosto.

- Decidi ir ao debate da Band - escreveu Cabral. - Por respeito à população e à minha equipe de governo. Afinal,foram 4 anos de muito trabalho, conquistas e realizações - completou ele.

O governador, no entanto, não confirmou se estará ou não nos debates da Rede TV, em 16 de setembro, e no da Rede Globo, previsto para ocorrer em 28 de setembro. Na semana passada, Cabral disse que só daria entrevistas a jornais, TVs, rádio e internet.

- Avaliamos que, neste primeiro turno, a principio não (participará dos debates). A população nos conhece. Há uma avaliação nesta eleição se

este governo merece continuar ou não. E eu estou me colocando à disposição para entrevistas, com o objetivo de debater e discutir as nossas propostas. Mas, em questão de debates (com os adversários), a principio não - revelou Cabral, sinalizando sobre a possibilidade de também não estar presente nos debates do segundo turno, caso haja.

Na campanha de 2006, Cabral chegou a interromper uma carreata por causa da chuva. À época, o peemedebista queria poupar a voz para o confronto na Rede Globo.

- O debate será importante para a decisão dos eleitores - disse Cabral há quatro anos. - Acredito que, se forem agressivos (adversários) comigo, quem perde são eles. O povo quer um debate inteligente, propositivo. Quer ver o que cada um apresenta para melhorar a vida das pessoas - completou.

Em outro momento, o candidato disparou contra a então rival, a juíza aposentada Denise Frossard:

- Tenho resposta para qualquer pergunta da deputada. Eleição é como vestibular. Você não pode se preparar de véspera. Tem que ter uma trajetória política, ter uma consistência de propostas para que o eleitorado julgue as suas propostas. Esse (debate) é mais um momento importante da campanha, mas não é o único momento. Quem vai para o debate preparado, tem ao longo de sua história participação política, participação pública e propostas para apresentar.