Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 19 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Servidora entra com ação para suspender aumentos de colegas da prefeitura

O valor da ação é de R$ 11.692.624,32 e está com o juiz José Domingues Filho

MS ja

14 de Fevereiro de 2011 - 16:11

A servidora municipal Mariza de Fátima Barros Araújo entrou com uma Ação Civil Pública contra o Município de Dourados pelo fato da prefeitura ter concedido aumento à servidores administrativos de diversos setores entre eles Saúde e das secretarias municipais.

Na ação ela pede o cancelamento imediato dos pagamentos, que subiram em média entre R$ 300 e R$ 600 o salário dos trabalhadores. A ação foi entregue no dia 27 de janeiro às 9h52 e no último dia 11 foi concluída para despacho. O valor da ação é de R$ 11.692.624,32 e está com o juiz José Domingues Filho.

O advogado de Mariza é José Wanderley Bezerra Alves e da prefeitura a Procuradoria Geral. O juiz já pediu à Mariza que envie à ele o nome completo de todos os servidores beneficiados com o aumento e com a qualificação, endereço completo, incluído o CEP, número da cédula de identidade e Estado emissor e número de CPF de cada um.

O processo ainda não foi julgado e não há audiências previstas sobre o caso.

Por outro lado

Enquanto Mariza quer tirar o benefício das cerca de 1.500 famílias de servidores, o Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação – Simted de Dourados busca estender o benefício à todos os servidores da Educação, uma vez que boa parte não foi incluída do projeto de aumento encaminhado pela prefeita interina Délia Razuk à Câmara e aprovado por unanimidade.

Informações do Simted dão conta que o caso “Mariza”, como está sendo chamada a tentativa de barrar os aumentos, será colocado em Assembléia Geral na sexta-feira (18) para avaliação dos servidores e possíveis medidas de protesto contra a autora da ação.

Mariza é a atual presidente da Associação dos Profissionais de Educação Física de Dourados e trabalhou na campanha de Murilo Zauith e Dinaci Ranzi nas últimas eleições.