Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 18 de Maio de 2021

Sidrolandia

Sidrolândia atrai até desempregados de Campo Grande em busca de trabalho

Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, em média 100 pessoas procuram diariamente o Ciat.

Flávio Paes/Região News

16 de Janeiro de 2017 - 07:00

Com oportunidades de trabalho praticamente restritas a reposição de pessoal do Frigorífico JBS, Sidrolândia tem atraído desempregados de Campo Grande que vem para a cidade em busca de trabalho. 

Entre os moradores da Capital que na semana passada se cadastraram no Ciat (Centro Integrado de Atenção ao Trabalhador) em busca de trabalho, foi Elias Miguel Silva, 29 anos, ex-funcionário da JBS de Campo Grande. Há seis meses não consegue um emprego com carteira assinada e tem sobrevivido de bicos.

Sidrolândia atrai até desempregados de Campo Grande em busca de trabalhoGisele Alves de Almeida, 30 anos, mãe de uma menina de 14 anos, trabalhava na Capital como servente de pedreiro da construção civil. Ruth Dias, 28 anos, cursou até o primeiro ano do ensino médio. Desempregada há quase um ano, morando no Quebra Coco, onde cuida do pai, já trabalhou como auxiliar de acabamento em Três Lagoas.

Elias Miguel da Silva, 29 anos, mesmo tendo estudado até 1º ano do Ensino Médio, se contenta em garantir uma vaga de servente ou serviço gerais.

Quem também está em busca de trabalho, na área administrativa, é Jeter de Paula, desempregado desde o fechamento da fábrica da Via Blumenau, onde era o gerente. A indústria encerrou suas atividades e assim como os seus demais colegas, não recebeu salários e nenhum centavo da verba rescisória. Tem 16 anos de experiência neste segmento.

Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, em média 100 pessoas procuram diariamente o Ciat, em busca de emprego, encaminhar a emissão dá carteira de trabalho ou requerer o seguro desemprego.

No dia em que a reportagem esteve no Centro havia oferta de 41 vagas disponíveis, 10 delas para a linha de produção, oportunidades para atuar no comércio, salgadeira, 5 Administrativo, 4 Carregador de armazém, 1 Eletricista Industrial, 1 Serviços Gerais, 4 Operador de carga e descarga, 1 Operador de pá carregadeira, 2 Operador de secador, 1 Representante Comercial, 1 Saladeira, 1 Torneiro Mecânico, 5 Atendente de loja.

Quem procura o balcão de empregos faz um cadastro. O objetivo é identificar a mão de obra disponível, carências de qualificação. Com base nos dados definir os cursos que poderão ser oferecidos para atender as necessidades do mercado.