Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 20 de Outubro de 2020

Sidrolandia

Soja volta a reagir em Chicago e cotações sobem até sete pontos

Os preços subiram de quatro a sete pontos no pregão desta quinta-feira. Preocupação com a safra brasileira sustentou os preços na bolsa.

Agrodebate

21 de Fevereiro de 2014 - 10:39

Após um dia de baixa, em razão da realização de lucros, as cotações da soja voltaram a reagir e subiram no pregão desta quinta-feira (20), no mercado futuro da bolsa de Chicago. Segundo o boletim Sojanews, da consultoria Agrinvestor Intelligence, os preços subiram de quatro pontos, para os contratos com vencimento mais breve, como os de março, que foram negociados a US$ 13,58 o bushel, até sete pontos, nas posições para julho, que foram fechadas a US$ 13,31 o bushel.

Segundo a consultoria, o mercado foi sustentado pelas preocupações com o tamanho da safra do Brasil, em razão de alguns analistas já apontarem para a possibilidade de redução de 90 milhões de toneladas para 85 milhões de toneladas a produção de grão no país por conta dos efeitos da seca.

A Agrinvestor Intelligence destacou que nem mesmo o relatório baixista do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), que projetou um aumento de 3,9% na área de plantio de soja para a próxima safra norte-americana conseguiu derrubar as cotações.