Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 24 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Super poço volta a produzir e Sanesul já planeja reduzir racionamento pela metade

Segundo o gerente local, desde a retomada da produção no super poço está se obtendo uma vazão acima do que se previa inicialmente que era 80 mil litros por hora

Flávio Paes/Região News

02 de Agosto de 2013 - 08:19

A menos que novos contratempos surjam (como voltar a ter vazão de água misturada com areia como ocorreu semana passada) a Sanesul agora projeta um cenário mais otimista para que o abastecimento de água em Sidrolândia seja restabelecido. Há 10 dias a cidades está sob racionamento de água.  A rodoviária, postos de saúde, centros de educação infantil, escolas, estão sendo abastecidos por caminhões pipa. Em algumas regiões da cidade falta água por 11 horas pelo menos.

Nestas primeiras horas de funcionamento da bomba, que terminou de ser instalada quarta-feira a noite, o super poço da Rua Espírito Santo têm produzido 108 mil metros litros de água (pouco abaixo dos 85 mil litros que era o teto de vazão). Com base neste resultado já se projeta reduzir de 11 para 5 horas diárias, provavelmente a partir amanhã, o tempo de interrupção do bombeamento.

Desde quarta-feira da semana passada adotou-se um sistema de rodízio como parte do racionamento. Segundo o gerente local da empresa, Marcelo Piell, desde a retomada da produção no super poço está se obtendo uma vazão acima do que se previa inicialmente que era 80 mil litros por hora. “Se voltar aparecer areia misturada a água, vamos reduzir a produção”, explica.

Mesmo assim, ainda há um déficit de água já que a cidade precisa de 385 mil litros por hora para ter o abastecimento pleno. A partir de segunda-feira algumas medidas começaram a ser adotadas para garantir maior produção de água. Será feito um teste para aproveitamento de poços particulares, como o do frigorífico.

Haverá substituição da bomba existente em frente ao seminário, onde a expectativa é ampliar de 22 para 40 mil litros/hora a produção. Também na segunda-feira começa a perfuração de mais um poço (o oitavo da empresa na cidade) nos fundos do terreno do escritório da Sanesul. A expectativa é a obtenção de 100 mil litros/hora. O serviço deve estar concluído em 30 dias.