Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 12 de Julho de 2024

Sidrolandia

Tarifa de água tem reajuste de 5,26% e passa a valer R$ 22,50

Na prática, o consumidor que hoje gasta R$ 21,40, consumo mínimo cobrado pela Sanesul, passará a pagar R$ 22,50

Assessoria

14 de Julho de 2010 - 11:18

As tarifas cobradas pela Sanesul referente ao consumo de água já partir deste mês e que serão pagas em agosto estão 5,26% com a entrada em vigor do reajuste anual autorizado pela Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan).   O índice aplicado foi calculado tendo como base a reposição da inflação pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Ampliado), conforme previsto nos contratos de concessão da empresa.

Na prática, o consumidor que hoje gasta R$ 21,40, consumo mínimo cobrado pela Sanesul, passará a pagar R$ 22,50. A Sanesul explica que a elevação na tarifa tem o objetivo de assegurar que a empresa mantenha o ritmo de investimentos necessários, garantindo a qualidade nos serviços prestados aos consumidores.

Atualmente, estão sendo investidos R$ 420 milhões (60% de recursos próprios) nos 68 municípios e 53 distritos atendidos. Os recursos asseguram a ampliação das redes de água e esgoto em mais 1,6 mil quilômetros, a reforma e construção de 23 escritórios e a modernização da empresa, com a aquisição de novos equipamentos e 160 novos veículos, dentre outras melhorias.

Tarifa Social
A tarifa social da Sanesul atende atualmente 12,6 mil famílias (55 mil pessoas), que têm renda mensal de até um salário mínimo. O desconto oferecido é de 62,25% e será mantido, com isso as contas dos beneficiados, que hoje são de R$ 8,08, passam para R$ 8,55.

A Sanesul publicou hoje (01) no Diário Oficial do Estado o reajuste anual das contas de água e esgoto para os municípios atendidos pela empresa. O índice aplicado em 2010 será de 5,26% e foi calculado tendo como base a reposição da inflação pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Ampliado), conforme previsto nos contratos de concessão da empresa.

Na prática, o consumidor que hoje gasta R$ 21,40, consumo mínimo cobrado pela Sanesul, passará a pagar R$ 22,50. O aumento vale para as contas de julho, que têm vencimento previsto para agosto. O reajuste foi aprovado pela Agepan (Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos).

A Sanesul esclarece que a elevação na tarifa tem o objetivo de assegurar que a empresa mantenha o ritmo de investimentos necessários, garantindo a qualidade nos serviços prestados aos consumidores.

Atualmente, estão sendo investidos R$ 420 milhões (60% de recursos próprios) nos 68 municípios e 53 distritos atendidos. Os recursos asseguram a ampliação das redes de água e esgoto em mais 1,6 mil quilômetros, a reforma e construção de 23 escritórios e a modernização da empresa, com a aquisição de novos equipamentos e 160 novos veículos, dentre outras melhorias.