Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 8 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Trabalhador acidentado já está em casa e empresa diz que houve erro humano

Ademir, embora seja um trabalhador experiente na área, não teria tomado a principal medida de segurança, que seria travar as vigas antes de colocar as terças.

Flávio Paes/Região News

25 de Setembro de 2013 - 15:00

Já está em casa, fora de perigo, Ademir Ferreira de Oliveira, que hoje pela manhã caiu da escada enquanto trabalhava na construção de um galpão pré-moldado na Rua Espírito Santo.  Ele passou pelo Hospital Elmiria Silvério Barbosa, ficou algum tempo em observação e como saiu ileso da queda de aproximadamente 4 metros, foi liberado. 

A empresária Andréia Rodighero, diretora da empresa de pré-moldados Premol, garantiu que o acidente foi provocado por uma falha humana e não em função de problemas na fabricação das vigas. Ademir, embora seja um trabalhador experiente na área, não teria tomado a principal medida de segurança, que seria travar as vigas antes de colocar as terças.

O acidente


Um trabalhador da empresa Premol, Ademir Ferreira de Oliveira, 22 anos, caiu de uma altura de quatro metros quando uma coluna de concreto armado quebrou e ele veio ao chão sendo atingido por um vergalhão de ferro. 

O acidente aconteceu no galpão que está sendo construído na Rua Espirito Santo. Ademir foi levado pela equipe do SAMU e avaliado pelos médicos no Hospital Elviria Silvério Barbosa. Ele estava consciente.

Conforme informações, Ademir estava na escada trabalhando na amarração das vigas sobre as quais serão colocadas o telhado. Estas vigas acabaram cedendo, a escada ficou sem sustentação e o trabalhador caiu.