Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 21 de Abril de 2021

Sidrolandia

Três candidatos disputam vaga no Conselho Tutelar em eleição na quarta-feira

O desafio agora é atrair eleitores para votar no meio da semana, num dia de trabalho normal.

Flávio Paes/Região News

10 de Novembro de 2014 - 14:53

A população de Sidrolândia terá de ir às urnas quarta-feira, dia 12, para escolher um conselheiro e cinco suplentes. Desta vez 12 candidatos se inscreveram, mas só três conseguiram ser aprovados na prova sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente.

A prova foi realizada no último dia 27 de outubro no antigo prédio da Escola Sidrônio Antunes da Andrade. O desafio agora é atrair eleitores para votar no meio da semana, num dia de trabalho normal. Como só há  três candidatos, quem ficar em segundo e terceiro lugar, automaticamente ficarão na condição de suplentes. Desta vez só haverá um único local de votação: na Secretaria Municipal de Assistência Social, entre 8 e 15 horas.

Um dos candidatos é Azualdo de Oliveira Barbosa, irmão da conselheira Aidê Garcia Barbosa, que com 225 votos, foi a mais votada na eleição realizada em julho do ano passado. A renúncia de Aidê e a falta de suplentes para substitui-la forçou a realização destas eleições fora de época.

Azualdo (candidato nº 04) que trabalhava nos Correios, atualmente está desempregado. Tem o Ensino Médio de escolaridade e não se mostra desanimado com os desafios da função, que inclui plantões noturnos, inclusive feriados e finais de semana, com salário de aproximadamente R$ 1.200,00.

Mandou imprimir alguns cartões com o seu nome e o número para fazer sua campanha. “Estou percorrendo o bairro onde moro (o São Bento), visitando parentes e amigos”. Quem também aceitou o desafio e vai participar da eleição, foi Kamila Justino Paiva, que tem uma dificuldade adicional. Como está trabalhando (é funcionária de um supermercado no Jardim Paraiso) só faz campanha nos horários de folga.

Ela diz que tem recorrido às redes sociais para pedir voto. Além do salário, resolveu entrar na disputa pela oportunidade de atuar numa atividade diferente, uma nova experiência de trabalho. A candidata nº 10 - Marilda de Souza Bogado é formada em Serviço Social e atualmente está desempregada. Embora reconheça que o salário é baixo, ela diz que vê na atuação no Conselho Tutelar uma oportunidade de trabalhar, resolver questões sociais envolvendo crianças e adolescentes na cidade.

Eleição

Quem vencer a disputa se habilita a um salário de R$ 1.207,97, sendo R$ 757,49 de piso salarial e R$ 450,00 de gratificação. A última eleição para o conselho tutelar foi realizada no dia 23 de julho do ano passado. Nesta disputa só 992 eleitores foram às urnas, quórum 56% menor que o pleito de 2006, quando foram 2.278 sufrágios.

Embora o mandato dos atuais conselheiros vá até 09 de janeiro de 2016, foi necessário promover este processo eleitoral porque duas conselheiras resolveram pedir demissão, exatamente às duas mais votadas: Aidê Garcia Barbosa (que teve 225 votos) e Daiane Aparecida (161 votos).

Para o lugar de Daiane assumiu a terceira suplente, Elaine Aparecida (34 votos). Os outros quatro suplentes renunciaram Clenilce Silva de Arruda; Clemilson de Oliveira Mello; Mário Celso Amorim Leite e Marcelo de Souza Camargo. 

Os candidatos 

Azualdo de Oliveira Barbosa (Candidato nº4)

Marilda de Souza Bogado (Candidata nº10)

Kamila Justino Paiva (Candidato nº 9)