Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 1 de Dezembro de 2020

Sidrolandia

UES pede escolta policial para evitar que ônibus dos universitários voltem a ser bloqueados por manifestantes

Em atendimento a esta solicitação é que o comandante do 2º Pelotão da PM, Matheus Mychell Custodio Taniguch, mobilizou duas guarnições e pediu o apoio da PRF

Flávio Paes/Região News

14 de Março de 2014 - 05:19

Em ofício encaminhado ao comando do 2º Pelotão da Polícia Militar de Sidrolândia, a presidente da União dos Estudantes de Sidrolândia, Leticia Martinelli, pediu escolta policial para garantir a passagem pela BR-060 dos ônibus que levam os estudantes para as faculdades em Campo Grande.

Na quarta-feira à noite e ontem pela manhã, os acadêmicos tiveram de faltar aula e uma minoria conseguiu ir de carona ou na linha regular, porque um grupo de aproximadamente 40 estudantes bloquearam na quarta a rodovia por uma hora, ontem pela manhã barraram os ônibus na Praça Porfirio de Brito, além de ocupar o Paço Municipal, barrar a entrada dos funcionários e impedir que houvesse expediente.

No documento a presidente da UES, que na quarta-feira foi hostilizada pelos manifestantes e teve de se retirada de camburão do protesto que se realizava em frente da Prefeitura para não ser agredida, deixa claro que “não encabeçou e nem participou do movimento de bloqueio e impedimento da BR-060 no dia 12/03/2014 que ocorreu por volta das 17h30min na saída da cidade”.

Em atendimento a esta solicitação é que o comandante do 2º Pelotão da PM, Matheus Mychell Custodio Taniguch, mobilizou duas guarnições e pediu o apoio da Polícia Militar Rodoviária Federal para dispersar os manifestantes que na tarde de ontem voltaram à rodovia. Eles foram dispersados depois DE 40 minutos de bloqueio após tumulto quando o motorista  de uma Hilux tentou passar. Ele brigou com um dos manifestantes, Júlio da Silva, que acabou detido.