Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 6 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Usuário reclama que não conseguiu consulta de pediatra no Posto Central para filha com alergia

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde não é possível atender toda a demanda espontânea da pediatria no Posto Central, porque só há três médicos especializados

Flávio Paes/Região News

05 de Agosto de 2013 - 14:11

Com a equipe de três pediatras desfalcada de um médico, Mauricio Anache que entrou de férias neste mês, o Posto Central de Saúde de Sidrolândia limitou a 70 o número de consultas de pediatra de segunda a sexta-feira. Só na segunda e na quinta-feira, há pediatras nos dois períodos do dia, cada um atendendo 10 crianças. Aos sábados e domingos não há pediatra no posto.  

Fora os casos de urgência caracterizadas quando a criança apresenta alguns sintomas como febre, vômito e convulsão, quando o atendimento é prestado independente de agendamento, é necessário madrugar no posto para tentar marcar  consulta  a partir das 6 horas da manhã.

Quem não cumprir esta maratona corre o risco de enfrentar situações como a vivida na manhã desta segunda-feira por Alexandre Costa da Silva, que levou a filha de três anos. Ela está com o corpo todo “empipocado” por conta, provavelmente de uma alergia. “Não consegui passar a recepção, não fizeram nem a triagem para ver o que minha filha tem”, reclama Alexandre, que mora no Cascatinha, onde a Unidade Básica de Saúde está fechada para reforma.

O médico da UBS Cascatinha está atendendo a partir do meio dia no posto do Jandaia, onde só há um clínico geral. Resolveu se aconselhar com um farmacêutico que sugeriu um antialérgico. “Ainda estou na dúvida se vou dar o remédio a ela”, comenta. A secretária de Saúde, Leila Couto, sugere que Alexandre vá ao UBS do Jandaia agora a tarde que conseguirá atendimento para sua filha com um clinico geral.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde não é possível atender toda a demanda espontânea da pediatria no Posto Central, porque só há três médicos especializados  que ainda assim não atendem todos os dias os dois períodos.  Sábado e domingo não há pediatras de plantão. 

Na segunda e quinta-feira são os dias onde há maior disponibilidade de vagas: 10 pela manhã (no plantão Dr. Hilário) e 10 à tarde (quando o atendimento é feito pela Dra. Silvia). Na terça-feira, quarta e sexta-feira só há 10 consultas. Terça e quarta à tarde e as sextas-feiras de manhã.