Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 23 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Utilizando matéria-prima de baixo custo, Senar inicia nova capacitação no Estado

Em Mato Grosso do Sul, a matéria-prima para roupas, artesanato e bijouterias será tema de uma capacitação pioneira no município de Caracol

Famasul

06 de Julho de 2013 - 07:16

Com matéria-prima a baixo custo e mercado cada vez mais em expansão, a lã ganha espaço e novos adeptos a este promissor nicho da economia. Em Mato Grosso do Sul, a matéria-prima para roupas, artesanato e bijouterias será tema de uma capacitação pioneira no município de Caracol, que recebe a partir do dia 8 de julho o curso de Beneficiamento da Lã Ovina, dividido em dois módulos, com carga-horária total de 40 horas.

De acordo com a técnica do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MS – Sistema Famasul), Pauline Cury, a demanda surgiu diante da realidade do município, onde há grande criação de ovinos e a lã era descartada pela falta de capacitação dos artesões locais sobre a utilização da matéria-prima.

“Há um grande rebanho ovino na cidade e a lã era descartada. Diante deste fato, o Senar capacitou no mês de fevereiro três instrutoras para promover este curso na cidade. A partir daí, foram identificados os grupos de interesse para esta capacitação, que já conta com 24 pessoas inscritas, a maioria artesãs da região, que antes mesmo do início das aulas, já reuniram mais de 200 kg de lã para iniciar o treinamento”, destaca Pauline.

O quilo da lã varia entre R$ 1,50 e R$ 2,00, a partir do material bruto é possível confeccionar uma grande variedade de peças e produtos. Durante o curso, as participantes aprenderão como preparar, lavar e cardar e tingir a lã adequadamente. Posteriormente, no segundo módulo, inicia o processo de confecção de peças de vestuário e decoração através do manuseio de teares de pregos.

A instrutora do Senar avalia ainda que após o final do curso, há grande possibilidade de que as artesãs capacitadas utilizem o conhecimento para impulsionar a economia. “Ao final do curso será possível vislumbrar um novo futuro para os participantes, que poderão até mesmo fabricar produtos em maior escala, para comercialização e participação em exposições e feiras”, ressalta Pauline.

Após o beneficiamento da lã, o Senar irá promover com data a ser divulgada, a capacitação em Feltragem, técnica que utiliza a lã para a fabricação do feltro, bastante usado para a fabricação e cobertura de peças de vestuário e artesanato.