Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 29 de Outubro de 2020

Sidrolandia

Vereadora morre em acidente automobilístico na rodovia MS-276 em Deodápolis

Edson Paulino, esposo da vítima, estava no banco do carona do momento do acidente e sofreu apenas escoriações pelo corpo.

Marcos Tomé - Região News

25 de Novembro de 2012 - 01:14

Foto: Wilson Amaral/MS Cidades

A vereadora tucana Maria Alves de Assis de Souza “Cida Alves”, de 37 anos, morreu por volta das 23 horas deste sábado na rodovia MS-276 que liga o município de Deodápolis a Ivinhema. Ela estava conduzindo uma caminhonete Chevrolet S10 e perdeu o controle do veículo.

Edson Paulino, esposo da vítima, estava no banco do carona do momento do acidente e sofreu apenas escoriações pelo corpo. Ele não soube explicar o que poderia ter causado o acidente. Amigos, familiares parecem não acreditar no ocorrido e se reuniram em frente ao hospital municipal Cristo Rei logo após o acidente.

Cida Alves exercia seu segundo mandato de vereadora e foi reeleita com 267 votos para o terceiro mandato a partir de janeiro de 2013. Na vida pública, sempre se destacou no meio, em decorrência de sua postura polemica. Recentemente Cida Alves resolveu denunciar ao Gaeco um suposto esquema de propina envolvendo boa parte dos vereadores.

Como mãe e dona de casa, sempre priorizou a família. Casada com Edson Paulino, com quem tem uma filha, nunca se distanciou do seio de seus familiares. Vereadora, comerciante (dona de supermercado) e como se não bastasse, labutava no campo, em sua propriedade rural onde desenvolvia várias atividades ligadas a  agricultura.

Entre virtudes e defeitos, Deodápolis perde uma mulher de fibra que nunca escondeu suas opiniões, mesmo que essas lhe causassem abalo moral, politico ou profissional. Cida Alves deixa, além da filha com Edson, outras duas.