Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 16 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Waldemar Acosta desabafa e afirma ter sido vítima de politicagem

Marcos Tomé/Região News

16 de Fevereiro de 2011 - 21:56

Waldemar Acosta desabafa e afirma ter sido vítima de politicagem
Waldemar Acosta desabafa e afirma ter sido v - Foto: Marcos Tom

O 1º secretário da casa legislativa de Sidrolândia, Waldemar Acosta (PDT) usou seu tempo regimental de 10 minutos durante sessão solene de abertura dos trabalhos legislativos na noite da última terça-feira (15) e desabafou ao contar sua trajetória política.

Acosta enfatizou suas raízes políticas e afirmou ter sido vítima de um sistema que o distanciou daqueles que o ajudaram a conquistar o cargo de vereador. “Dizem que o poder emana do povo e em nome dos 836 votos nas urnas, quero render meus sentimentos de gratidão a algumas pessoas que foram de suma importância neste processo”, afirma.

Visivelmente emocionado, Acosta agradeceu ao empresário Acelino Cristaldo, proprietário do Supermercado Nandas, Ademir Camilo “Mico”, Ademir Osiro, Ilson Barbosa entre outros. O vereador relatou em seu pronunciamento que tais pessoas foram decisivas na sua eleição em 2008.

“Quando trabalhava na empresa do Sr. Acelino e ao me fazer o convite, foi me perguntado quantos votos eu tinha naquela ocasião. Apresentei uma lista de 25 nomes e diante dos números, essas pessoas enfrentaram o desafio de eleger o Waldemar”, comentou.

Após relatar sua trajetória política o parlamentar desabafou e afirmou que a politicagem colocou uma vírgula em seu relacionamento político, referindo-se a onda de retaliações do prefeito Daltro Fiúza que resultou na demissão de membros do PDT e PT do atual governo.

“Pensava eu que a democracia de um país era a garantia da livre escolha e em se tratando do parlamento, o direito do voto, más me enganei. A politicagem enoja e mancha a liberdade, que no meu entender, fere o direito de ir e vir sem ser molestado conforme prevê a constituição federal”, enfatiza.

Ao finalizar sua fala, Acosta afirmou que a política é como as nuvens, onde dado momento você olha, esta de um jeito, momentos depois olha novamente e percebe-se que já mudou. “Espero que Sidrolândia seja nossa maior bandeira partidária e que a única retaliação seja do combate ao desemprego e outros males que assolam o município”, finalizou.