Imoveis a Venda | Classificados | Super Galeria | Videos

REDAÇÃO (67)3272-6466

Noticia de: 18 de Junho de 2017 - 21:13

Auditores identificam 6 itens ilegais em licitações de Daltro e prejuízo de R$ 106 mil aos cofres públicos

Os auditores calcularam em R$ 106.664,44 o prejuízo aos cofres públicos, computando R$ 54.971,26 nas obras no Cascatinha.






 

Auditores identificam 6 itens ilegais em licitações de Daltro -
Foto: Marcos Tomé/Região News


 
...O edital não esclarece o tipo de projeto a ser desenvolvido pelos licitantes interessados em participar – se apenas projeto básico ou também projeto executivo”
 

A auditoria realizada ano passado pela Controladoria Geral da União, a pedido do Ministério Público Estadual, em três processos de licitação abertos na última administração do ex-prefeito Daltro Fiuza, identificou pelos pelo menos seis clausulas irregulares nos editais, indícios de direcionamento para favorecer duas empreiteiras.

A Visão Engenharia recebeu R$ 93.128,00 para elaborar os projetos das obras de pavimentação e drenagem dos bairros Cascatinha e Sol Nascente, além do prolongamento da Avenida Antero Lemes. Já a Policon Engenharia venceu as concorrências para as obras no Cascatinha (R$ 873.200,06) e no Sol Nascente (R$ 1.375.816,27).

Os auditores calcularam em R$ 106.664,44 o prejuízo aos cofres públicos, computando R$ 54.971,26 nas obras no Cascatinha; foram computados pagamentos no valor de R$ 50.396,35 por serviços não executados e R$ 10.295,83, de retenção indevida a pretexto de recolhimento do Imposto de Renda Pessoa Jurídica.

Constatou-se, por exemplo, que o projeto para o asfalto no Jardim das Paineiras, orçado em R$ 40.890,00, foi pago no dia 17 de junho de 2010, mas só foi entregue a Coordenadoria de Planejamento Estratégico quase 10 meses depois, no dia 13 de abril de 2011. A mesma empresa recebeu em 17 de junho de 2010, R$ 37.700,00. O contrato só foi assinado três meses depois, em 20 de setembro de 2010, e o projeto também só foi entregue em 13 de abril de 2011.

Itens contestados

A CGU, no caso do edital convite 35/2010 relativo à contratação dos projetos, avaliou que a imprecisão sobre o projeto a ser licitado, comprometeu o caráter competitivo do certame. “Constatou-se a descrição deficiente do objeto licitado com falta de clareza do que se está contratando, haja vista, por exemplo, a existência de diversas especialidades de projetos de engenharia, tais como projetos de pavimentação, drenagem, arquitetônico, estrutural, dentre outros. O edital não esclarece o tipo de projeto a ser desenvolvido pelos licitantes interessados em participar – se apenas projeto básico ou também projeto executivo”. Faltou também uma estimativa do valor da licitação.

Também foi considerada como “clausula restritiva à competição”, a exigência de alvará de funcionamento no município (faltaria embasamento legal sobre a necessidade de alvará para empresas que realizam projetos de engenharia); o veto à participação de empresas sem cadastro de fornecedores no município; a exigência de comprovante de recolhimento da taxa de fornecimento do edital; a obrigação de apresentar certidão negativa do Procon e que na fase de habilitação. 

Na planilha de custo da pavimentação do Cascatinha, constatou-se a existência de sobrepreço no valor de R$ 35.810,68, diferença entre o preço cobrado pela Policon Engenharia para execução de alguns serviços e os praticados no mercado; superfaturamento de R$ 19.160,58 e o pagamento de R$ 22.313,23 por serviços não executados. Observou-se o pagamento em duplicidade de R$ 10.102,00.









Flávio Paes/Região News


Reportar Erros



 
 
.
POLITICA

Maia adia para próxima terça votação da PEC que altera regras para eleições
SUPREMO

STF adia julgamento sobre demarcação de terras quilombolas
POLITICA

Deputados podem votar hoje novo sistema eleitoral e financiamento de campanha
POLITICA

Câmara aprova MP que altera regras de registro de nascimento
 
 
  • Notícias
  • + Lidas

1

Ao pesar ração, rapaz é atingido por choque, socorrido e morre em Sidrolândia

Leia mais


2

Empresário diz que quebra contratual e calote motivaram cancelamento do show de Manutti

Leia mais


3

Enxurrada alaga 5 casas da Nova Tereré e causa prejuízos a moradores

Leia mais


4

Projeto de energia fotovoltaica do Senai chega a Sidrolândia

Leia mais


5

Depois de abordagem, jovens desaparecem na fronteira

Leia mais








© Regiao News - Todos os Direitos Reservados.
contato@regiaonews.com.br
+ 55 67 3272 6466
Desenvolvido por:
MD-WEBMARKETING