Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 23 de Outubro de 2021

Economia

Alta do dólar impulsiona exportação de carne bovina em Mato Grosso do Sul

Na indústria, o clima é de expectativa, pois com o dólar valorizado aumentam os ganhos dos frigoríficos com as exportações.

G1 MS

26 de Agosto de 2013 - 08:20

Em Mato Grosso do Sul, frigoríficos comemoram a alta do dólar, que vem impulsionando as exportações de carne bovina. Já os pecuaristas estão preocupados, pois o cenário reflete nos custos da produção.

Em agosto, o dólar alcançou a maior alta desde dezembro de 2008 e os produtores sinalizam um aumento de 3% nos gastos. Segundo eles, os custos de produção aumentam porque muitas vacinas, vermífugos e alguns suplementos para o gado são importados e cotados em dólar.

No período de entressafra, quando há redução de oferta de animais por causa da estiagem que prejudica as pastagens, a arroba do boi está cotada a R$ 97 em Mato Grosso do Sul. Há um ano, o produtor recebia em média R$ 92. O boi gordo, cotado na moeda americana, vem sofrendo seguidas desvalorizações. Em abril a arroba custava U$ 50 e hoje está cotada em U$ 40, uma desvalorização de 10 dólares.

Na indústria, o clima é de expectativa, pois com o dólar valorizado aumentam os ganhos dos frigoríficos com as exportações. De acordo com o gerente comercial de uma rede de frigoríficos no estado, com a valorização do dólar, a tendência é focar no mercado externo para obter uma rentabilidade maior.