Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 24 de Junho de 2021

Economia

BNDES aprova financiamento para leilões de energia

Segundo a nota do BNDES, a taxa de risco de crédito média praticada pelo banco para projetos de geração de energia nos últimos cinco anos foi de 1,22% ao ano.

Agência Brasil

26 de Agosto de 2013 - 14:26

A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou as condições de financiamento para os projetos vencedores dos leilões de energia elétrica que serão promovidos pelo governo até o fim do ano. O BNDES informou também nesta segunda-feira, 26, que, parte das condições, específicas para o leilão de energia eólica reserva da última sexta-feira, 23, já havia sido divulgada.

Segundo nota enviada à imprensa, as novidades das condições incluem redução do índice de cobertura do serviço da dívida de 1 3 para 1,2, calculado com base no fluxo de receitas projetadas para cada ano da fase operacional; possibilidade de conversão do sistema de amortização da dívida do BNDES de SAC para PRICE quando houver emissão de debêntures de infraestrutura pela beneficiária do crédito, e prazo de amortização de até 16 anos para geração de energia eólica e usinas térmicas movidas a combustíveis fósseis ou até 20 anos para os demais casos.

Além disso, para projetos de geração térmica movidos a biomassa em que os Contratos de Compra e Venda de Energia (CCVE) possuam crescimento gradativo da quantidade da energia contratada, os prazos de amortização e de carência dos subcréditos poderão ser ajustados de forma escalonada.

A remuneração básica do BNDES será de 0,9% ao ano para todas as fontes contratadas em leilão público; e a taxa de Risco de Crédito ficará entre 0,4% e 2,87% ao ano, conforme o risco de crédito do cliente. Segundo a nota do BNDES, a taxa de risco de crédito média praticada pelo banco para projetos de geração de energia nos últimos cinco anos foi de 1,22% ao ano.

Outros detalhes podem ser obtidos pela internet na página http://www.bndes.gov.br.