Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 19 de Setembro de 2020

Economia

Covid-19: pico de casos no Brasil será no início de julho, diz estudo

Previsão é que o estado de São Paulo chegue a 362.000 casos ativos, mais que o dobro do que foi registrado até hoje.

Veja

12 de Junho de 2020 - 08:08

Covid-19: pico de casos no Brasil será no início de julho, diz estudo

Um estudo realizado pela Funcional Health Tech, uma plataforma de análise de dados do setor de saúde no país, apontou que o Brasil enfrentará o momento mais drástico da pandemia em 6 de julho, quando 1,78 milhões de pessoas deverão estar infectadas ao mesmo tempo pelo coronavírus. Para se ter uma ideia do aumento, nesta quinta-feira, 11, a conta total que engloba doentes, recuperados e mortos é de 802.828 diagnósticos.

Em São Paulo, as análises apontam que o pico será um pouco depois, por volta de 30 de julho. Nesta data, o estudo projeta 362.000 casos ativos em todo o estado paulista, mais que o dobro dos os 162.520 casos totais divulgados pela secretaria estadual de Saúde nesta quinta-feira. Cabe ressaltar, a análise feita pela empresa refere-se apenas às pessoas que estarão infectadas na data, sem contar óbitos e recuperados, como as autoridades de saúde costumam fazer.

Se a previsão se concretizar, o Brasil estará na dianteira global de casos de coronavírus. O posto é atualmente ocupado pelos Estados Unidos, com 2 milhões de registros, de acordo com levantamento diário da Universidade Johns Hopkins.

A projeção foi desenvolvida por meio de um modelo matemático em que levou em conta as taxas de transmissão da doença até o dia 6 de maio e índices populacionais de cada região.